Wrench Time na manutenção: estudo prático

Na gestão de manutenção, o Wrench Time é uma métrica imprtante que indica o tempo real que um técnico se dedica às atividades de manutenção. Um maior tempo de Wrench Time se traduz em maior produtividade, redução da inatividade e, por consequência, uma melhor gestão de custos.

Neste artigo, mergulharemos numa situação real, detalhando como o tempo de uso da chave foi examinado, medido e otimizado em uma instalação de fabricação.

Background e desafio

Vamos considerar a "XYZ Indústria", um fabricante líder de componentes de precisão para a indústria aeroespacial, operando máquinas por 20 horas diárias, com uma janela de manutenção de 4 horas.

Apesar de contar com uma equipe de técnicos de manutenção certificados e tecnologias avançadas em gestão da manutenção, a XYZ Indústria enfrentava inatividade recorrente.

Estudos preliminares sugeriam que os técnicos não estavam dedicando tempo suficiente às tarefas reais de reparo. Para determinar a raiz do problema, foi iniciado um estudo focado no Wrench Time.

Metodologia

Para conduzir o estudo do Wrench Time, a empresa decidiu implementar algumas estratégias para obter os dados necessários para a análise.

Sistema de registro de tempo

Aos técnicos foram fornecidos crachás habilitados com RFID (Identificação por Radiofrequência). As estações de trabalho e os componentes principais das máquinas possuíam leitores de RFID. O tempo que um técnico passava em uma estação de trabalho era registrado com precisão, proporcionando um detalhamento minucioso de seu padrão de trabalho.

Categorização de tarefas

Cada tarefa de manutenção foi dividida em microtarefas:

  • Tempo de diagnóstico

  • Tarefas administrativas (por exemplo, processamento de ordens de serviço)

  • Busca por ferramentas;

  • Tempo real de reparação (Wrench Time;

  • Calibração e testes após a reparaçã

  • Análise de dados: após acumular dados por um mês, a XYZ Indústria utilizou ferramentas estatísticas para determinar a porcentagem de tempo dedicada a cada microtarefa.

Resultado do estudo

Durante o período de amostragem de um mês (30 dias), foi observado que:

Horas totais disponíveis para manutenção = 30 dias x 4 horas/dia = 120h
Horas totais de manutenção real (Wrench Time) registradas = 38h

Isso resultou em uma eficiência de Wrench Time de:

Wrench Time = 38/120 = 0.316 = 31.6 %

Este último valor representava um pouco mais de 30% do Wrench Time, significativamente abaixo dos padrões da indústria. Nesse caso, se constatou que a maioria dos técnicos confiava em métodos manuais em vez das ferramentas de diagnóstico automatizadas disponíveis.

Além disso, apesar de contar com um estoque de ferramentas altamente disponível, muito tempo era perdido na busca por elas. Frequentemente, as ferramentas não estavam onde deveriam estar, ou os técnicos precisavam aguardar por ferramentas específicas que estavam sendo usadas por outros técnicos.

Desdobramento detalhado do Wrench Time por dia

Sabendo que o Wrench Time é de 31,6%, e que há 4 horas disponíveis para manutenção em um dia de trabalho, então:

Tempo de reparação real (Wrench Time)  = 4 horas x 0.316 = 1.27 horas
Tempo de diagnóstico = 1.2 horas
Tarefas administrativas = 0.5 horas
Busca de ferramentas = 0.8 horas
Calibração/testes = 0.23 horas

wrench-time-antes-da-implementação-pt-br-blog

Soluções implementadas

Para melhorar os tempos, a XYZ Indústrias introduziu mais sistemas de diagnóstico automatizados que podiam identificar rapidamente os problemas. Além disso, foi implementado um sistema de gestão de ferramentas baseado em IoT, onde cada ferramenta estava etiquetada com um código QR, se tornando rastreável.

Se uma ferramenta estivesse fora de lugar ou não fosse devolvida a tempo, alertas eram gerados, garantindo a disponibilidade da ferramenta e reduzindo o tempo de busca.

Além disso, foram realizadas sessões de treinamento periódicas para familiarizar os técnicos com as novas ferramentas de diagnóstico, métodos de reparo eficientes e melhores práticas.

Todas essas soluções mencionadas anteriormente foram implementadas ao longo de um período de três meses, onde novamente, um segundo estudo foi realizado para comparar os resultados com o primeiro estudo.

Resultados pós-implementação

Durante o período de amostra de um mês (30 dias), foi observado que:

Horas totais disponíveis para manutenção = 90 dias x 4 horas/dia = 360 h
Horas totais de manutenção real (Wrench Time) registradas = 205 h

Isso resultou em uma eficiência de Wrench Time de:

Wrench Time = 205/360 = 0.569 = 56.9 %

Desdobramento detalhado do Wrench Time por dia (pós-implementação)

Considerando que o Wrench Time dos últimos três meses foi de 56,9%, e que há 4 horas disponíveis para manutenção em um dia de trabalho:

Tempo de Wrench Time = 4 horas x 56.9% = 2.28 horas (aumento de 80%)
Tempo de diagnóstico = 0.48 horas (redução de 60%)
Tarefas administrativas = 0.45 horas (redução de 10%)
Busca de ferramentas = 0.4 horas (redução de 50%)
Calibração/testes = 0.2 horas (redução de 13%)

wrench-time-despois-da-implementacao-pt-br-blog

Melhoras operacionais e resultados

Antes das melhorias, o tempo médio de operação das máquinas era de 93%. Após a realização das medições e implementação das soluções, a operabilidade das máquinas aumentou para 97%, representando um ganho de 4%.

Em relação aos custos de manutenção (considerando horas dos técnicos, custos da inatividade das máquinas e peças de reposição), houve uma redução de 25%.

Resumindo, e em termos quantitativos, a abordagem proativa da XYZ Indústrias para otimizar o Wrench Time resultou em uma melhoria significativa de 31,7% para 56,9%. Isso não apenas se traduziu em melhores tempos de operação das máquinas e redução nos custos de manutenção, mas também estabeleceu um padrão de grande valor para os processos de manutenção dentro da organização.

arrow_back

Wrench Time na manutenção: estudo prático

Na gestão de manutenção, o Wrench Time é uma métrica imprtante que indica o tempo real que um técnico se dedica às atividades de manutenção. Um maior tempo de Wrench Time se traduz em maior produtividade, redução da inatividade e, por consequência, uma melhor gestão de custos.

Neste artigo, mergulharemos numa situação real, detalhando como o tempo de uso da chave foi examinado, medido e otimizado em uma instalação de fabricação.

Background e desafio

Vamos considerar a "XYZ Indústria", um fabricante líder de componentes de precisão para a indústria aeroespacial, operando máquinas por 20 horas diárias, com uma janela de manutenção de 4 horas.

Apesar de contar com uma equipe de técnicos de manutenção certificados e tecnologias avançadas em gestão da manutenção, a XYZ Indústria enfrentava inatividade recorrente.

Estudos preliminares sugeriam que os técnicos não estavam dedicando tempo suficiente às tarefas reais de reparo. Para determinar a raiz do problema, foi iniciado um estudo focado no Wrench Time.

Metodologia

Para conduzir o estudo do Wrench Time, a empresa decidiu implementar algumas estratégias para obter os dados necessários para a análise.

Sistema de registro de tempo

Aos técnicos foram fornecidos crachás habilitados com RFID (Identificação por Radiofrequência). As estações de trabalho e os componentes principais das máquinas possuíam leitores de RFID. O tempo que um técnico passava em uma estação de trabalho era registrado com precisão, proporcionando um detalhamento minucioso de seu padrão de trabalho.

Categorização de tarefas

Cada tarefa de manutenção foi dividida em microtarefas:

  • Tempo de diagnóstico

  • Tarefas administrativas (por exemplo, processamento de ordens de serviço)

  • Busca por ferramentas;

  • Tempo real de reparação (Wrench Time;

  • Calibração e testes após a reparaçã

  • Análise de dados: após acumular dados por um mês, a XYZ Indústria utilizou ferramentas estatísticas para determinar a porcentagem de tempo dedicada a cada microtarefa.

Resultado do estudo

Durante o período de amostragem de um mês (30 dias), foi observado que:

Horas totais disponíveis para manutenção = 30 dias x 4 horas/dia = 120h
Horas totais de manutenção real (Wrench Time) registradas = 38h

Isso resultou em uma eficiência de Wrench Time de:

Wrench Time = 38/120 = 0.316 = 31.6 %

Este último valor representava um pouco mais de 30% do Wrench Time, significativamente abaixo dos padrões da indústria. Nesse caso, se constatou que a maioria dos técnicos confiava em métodos manuais em vez das ferramentas de diagnóstico automatizadas disponíveis.

Além disso, apesar de contar com um estoque de ferramentas altamente disponível, muito tempo era perdido na busca por elas. Frequentemente, as ferramentas não estavam onde deveriam estar, ou os técnicos precisavam aguardar por ferramentas específicas que estavam sendo usadas por outros técnicos.

Desdobramento detalhado do Wrench Time por dia

Sabendo que o Wrench Time é de 31,6%, e que há 4 horas disponíveis para manutenção em um dia de trabalho, então:

Tempo de reparação real (Wrench Time)  = 4 horas x 0.316 = 1.27 horas
Tempo de diagnóstico = 1.2 horas
Tarefas administrativas = 0.5 horas
Busca de ferramentas = 0.8 horas
Calibração/testes = 0.23 horas

wrench-time-antes-da-implementação-pt-br-blog

Soluções implementadas

Para melhorar os tempos, a XYZ Indústrias introduziu mais sistemas de diagnóstico automatizados que podiam identificar rapidamente os problemas. Além disso, foi implementado um sistema de gestão de ferramentas baseado em IoT, onde cada ferramenta estava etiquetada com um código QR, se tornando rastreável.

Se uma ferramenta estivesse fora de lugar ou não fosse devolvida a tempo, alertas eram gerados, garantindo a disponibilidade da ferramenta e reduzindo o tempo de busca.

Além disso, foram realizadas sessões de treinamento periódicas para familiarizar os técnicos com as novas ferramentas de diagnóstico, métodos de reparo eficientes e melhores práticas.

Todas essas soluções mencionadas anteriormente foram implementadas ao longo de um período de três meses, onde novamente, um segundo estudo foi realizado para comparar os resultados com o primeiro estudo.

Resultados pós-implementação

Durante o período de amostra de um mês (30 dias), foi observado que:

Horas totais disponíveis para manutenção = 90 dias x 4 horas/dia = 360 h
Horas totais de manutenção real (Wrench Time) registradas = 205 h

Isso resultou em uma eficiência de Wrench Time de:

Wrench Time = 205/360 = 0.569 = 56.9 %

Desdobramento detalhado do Wrench Time por dia (pós-implementação)

Considerando que o Wrench Time dos últimos três meses foi de 56,9%, e que há 4 horas disponíveis para manutenção em um dia de trabalho:

Tempo de Wrench Time = 4 horas x 56.9% = 2.28 horas (aumento de 80%)
Tempo de diagnóstico = 0.48 horas (redução de 60%)
Tarefas administrativas = 0.45 horas (redução de 10%)
Busca de ferramentas = 0.4 horas (redução de 50%)
Calibração/testes = 0.2 horas (redução de 13%)

wrench-time-despois-da-implementacao-pt-br-blog

Melhoras operacionais e resultados

Antes das melhorias, o tempo médio de operação das máquinas era de 93%. Após a realização das medições e implementação das soluções, a operabilidade das máquinas aumentou para 97%, representando um ganho de 4%.

Em relação aos custos de manutenção (considerando horas dos técnicos, custos da inatividade das máquinas e peças de reposição), houve uma redução de 25%.

Resumindo, e em termos quantitativos, a abordagem proativa da XYZ Indústrias para otimizar o Wrench Time resultou em uma melhoria significativa de 31,7% para 56,9%. Isso não apenas se traduziu em melhores tempos de operação das máquinas e redução nos custos de manutenção, mas também estabeleceu um padrão de grande valor para os processos de manutenção dentro da organização.