GUIA DE MANUTENÇÃO

5 Indicadores de desempenho para gestores de manutenção

Os indicadores-chave de desempenho (KPI) de manutenção, atuam como guardiões que protegem o bem-estar de uma organização e seu domínio, podendo fazer a diferença entre um sucesso bombástico e um fracasso catastrófico.

GUIA DE MANUTENÇÃO

5 Indicadores de desempenho para gestores de manutenção

Os indicadores-chave de desempenho (KPI) de manutenção, atuam como guardiões que protegem o bem-estar de uma organização e seu domínio, podendo fazer a diferença entre um sucesso bombástico e um fracasso catastrófico.

Em um mundo onde a eficiência industrial não é apenas uma vantagem, mas sim uma necessidade para dominar a arte da manutenção. Os indicadores-chave de desempenho (KPIs) de manutenção atuam como guardiões que protegem o bem-estar de uma organização e seu domínio, podendo fazer a diferença entre um sucesso bombástico e um fracasso catastrófico.

Mas como dominar algo tão intangível, especialmente quando a manutenção parece um labirinto em constante evolução?

A resposta é tão intrigante quanto prática.

Imagine os KPIs como o coração da manutenção, onde são avaliados fatores que são absolutamente críticos para a saúde e o sucesso de uma organização, garantindo que sua equipe de manutenção seja mais do que um conjunto de ferramentas e se assemelhe a um ecossistema bem integrado e equilibrado.

Esse ecossistema envolve elementos que vão desde profissionais capacitados, métodos de coleta de dados e cronogramas que ditam os tempos de reparo. E sim, também envolve números, números que contam o histórico na gestão de um ativo.

gestao-da-manutencao-email-header-masterclass-engeteles

 

O que é um indicador-chave de desempenho na manutenção?

KPI na manutenção significa indicador-chave de desempenho e é usado como um padrão para avaliar o quão bem os funcionários ou grupos de manutenção estão alcançando seus objetivos.

Os KPIs na manutenção são metas concretas, formadas a partir da combinação de um parâmetro, como o tempo de inatividade e um padrão como uma redução de 35%, que fornece uma medida quantificável de realização para um objetivo, como reduzir o tempo de inatividade.

Ao estabelecer KPIs na manutenção, os objetivos se tornam quantificáveis, fornecendo uma compreensão rápida do progresso de um projeto. Um KPI eficaz permanece fiel à essência da sigla em inglês SMART, que inclui atributos Específicos, Mensuráveis, Alcançáveis, Realistas e Temporais.

No entanto, também existe o conceito de métrica de manutenção. Mas o que isso significa?

Uma métrica de manutenção abrange qualquer dado que uma organização monitora e funciona como parâmetros quantificáveis que podem ser usados para avaliar conquistas por meio de referências de KPI, avaliar o progresso das tarefas, estar alerta para possíveis falhas e muito mais.

As métricas de manutenção examinam a força de trabalho da equipe de manutenção, o desempenho dos ativos ou máquinas, bem como os processos. Algumas métricas de manutenção comuns incluem tempo médio de reparo (MTTR), tempo médio entre falhas (MTBF), disponibilidade e confiabilidade, entre outros indicadores que serão descritos posteriormente.

Como diferenciar KPIs e métricas?

Os KPIs de manutenção são objetivos ou padrões que indicam o alcance de metas, enquanto as métricas de manutenção são os elementos de dados nos quais esses objetivos se baseiam.

Por exemplo, se você tem o objetivo de melhorar a confiabilidade de um ativo específico, pode deduzir que a duração operacional é a métrica mais adequada para monitorar em relação ao seu objetivo e, portanto, estabelecer um KPI para sua equipe de aumentar a duração operacional em 15% para um próximo período de tempo.

Os 5 indicadores indispensáveis para uma gestão eficaz

Nesta seção, mergulharemos nos diferentes tipos de indicadores de manutenção e exploraremos sua importância e aplicações específicas.

MTTR (tempo médio de reparo)

O MTTR é um indicador fundamental que mede o tempo médio necessário para reparar um ativo após uma falha. Sua importância reside na redução do tempo de inatividade e na eficiência das reparações. Um MTTR baixo indica que as reparações estão sendo feitas de maneira rápida e eficaz, garantindo que os ativos voltem a operar o mais rápido possível.

Para melhorar o MTTR, é essencial ter um planejamento e programação adequados das atividades de manutenção, contar com uma equipe técnica qualificada e garantir o acesso oportuno às ferramentas e peças de reposição necessárias.

Veja como calcular o MTTR

Exemplo de cálculo do MTTR

MTTF (tempo médio até a falha)

O MTTF é um indicador que fornece informações valiosas sobre a confiabilidade dos ativos e o tempo médio entre falhas. O objetivo é maximizar o MTTF, o que envolve reduzir a frequência de falhas e prolongar a vida útil dos ativos. Um MTTF alto indica que os ativos são confiáveis e têm menor probabilidade de sofrer falhas.

Para melhorar o MTTF, é essencial implementar programas de manutenção preventiva e preditiva, realizar inspeções regulares, manter registros adequados das atividades de manutenção e utilizar técnicas avançadas de monitoramento, como análise de vibração e termografia.

Exemplo de cálculo do MTTF

MTBF (tempo médio entre falhas)

O MTBF é outro indicador chave que complementa o MTTF e é usado para medir o tempo médio entre falhas em um ativo. Um MTBF alto indica maior confiabilidade e menor frequência de falhas.

Para melhorar o MTBF, é importante identificar as causas raiz das falhas, implementar ações corretivas e preventivas e melhorar a qualidade das peças de reposição utilizadas. Além disso, é fundamental realizar uma análise de falhas adequada para compreender os padrões e tendências que podem estar afetando o funcionamento do ativo.

Saiba como calcular o MTTF e o MTBF

Principais indicadores de manutenção para gestores

Disponibilidade e confiabilidade

A disponibilidade e a confiabilidade são indicadores fundamentais para garantir o bom funcionamento dos ativos e avaliar seu desempenho. A disponibilidade refere-se ao tempo em que os ativos estão disponíveis e prontos para operar. Uma alta disponibilidade implica que os ativos estão disponíveis quando são necessários, o que reduz o tempo de inatividade não planejado e aumenta a eficiência operacional.

A confiabilidade, por outro lado, refere-se à probabilidade de um ativo funcionar sem falhas durante um período específico de tempo no futuro. Uma alta confiabilidade implica que os ativos têm maior probabilidade de funcionar corretamente sem falhas.

Para medir a disponibilidade e a confiabilidade, são utilizadas diferentes métricas e indicadores, como o tempo médio entre falhas (MTBF), tempo médio para reparo (MTTR), entre outros. Esses indicadores ajudam as organizações a avaliar o desempenho de seus ativos, identificar áreas de melhoria e tomar decisões informadas para otimizar a disponibilidade e a confiabilidade.

Veja como calcular a disponibilidade e confiabilidade

Exemplo de cálculo de confiabilidade

Backlog (acúmulo de trabalho pendente)

O backlog refere-se ao acúmulo de trabalho pendente no departamento de manutenção. Isso pode incluir tarefas de manutenção preventiva, corretiva e preditiva que ainda não foram concluídas. Um backlog alto pode ter um impacto negativo na eficiência do departamento de manutenção, pois pode causar atrasos na execução de tarefas importantes e aumentar o tempo de resposta a falhas ou solicitações de manutenção urgente.

Reduzir o backlog é fundamental para melhorar a eficiência da manutenção e garantir a disponibilidade de recursos para tarefas críticas. Para gerenciar o backlog de maneira eficaz, é necessário estabelecer prioridades claras, alocar recursos adequados, usar ferramentas de programação e acompanhamento de manutenção e melhorar os processos de comunicação e coordenação dentro do departamento de manutenção.

Saiba como calcular o backlog

Exemplo de cálculo de backlog

Bônus 

Além desses 5 indicadores que acabamos de descrever, existem muitos outros que podem ser selecionados e adaptados de acordo com as necessidades de cada organização. No entanto, como bônus, mostraremos outro indicador muito importante em nível gerencial.

OEE (eficiência global dos equipamentos) 

O OEE (Overall Equipment Efficiency) é um indicador abrangente que mede o desempenho global dos equipamentos em termos de disponibilidade, desempenho e qualidade. O OEE fornece uma visão holística do desempenho dos equipamentos e permite identificar oportunidades de melhoria e otimização.

A melhoria do OEE envolve maximizar a disponibilidade dos equipamentos, aumentar a velocidade de produção e reduzir defeitos e desperdícios. Para alcançar isso, é necessário implementar práticas de manutenção eficazes, otimizar os processos de produção, capacitar a equipe e utilizar tecnologias avançadas, como monitoramento em tempo real e análise de dados.

Saiba como calcular o OEE

conceito e pilares do OEE

A importância dos indicadores na gestão de manutenção de ativos

Os indicadores de manutenção desempenham um papel crucial na gestão efetiva da manutenção industrial. Sua importância reside em vários aspectos-chave:

Avaliação de desempenho: Permitem avaliar o desempenho dos ativos e dos processos de manutenção. Fornecem informações objetivas sobre a eficiência operacional, disponibilidade dos ativos, tempo de inatividade não planejado, confiabilidade dos equipamentos e outros parâmetros relevantes. Isso ajuda a identificar áreas de melhoria e tomar medidas corretivas para maximizar o desempenho geral da manutenção.

Tomada de decisão baseada em dados: Fornecem dados quantitativos e objetivos que embasam a tomada de decisões. Ao ter métricas claras e mensuráveis, gestores e supervisores de manutenção podem identificar tendências, comparar o desempenho com metas estabelecidas e tomar decisões baseadas em fatos e dados reais. Isso auxilia na priorização das ações de manutenção, na alocação efetiva de recursos e na otimização dos processos de manutenção.

Melhoria contínua: Os indicadores de manutenção desempenham um papel fundamental na melhoria contínua da manutenção. Ao monitorar e medir constantemente o desempenho por meio de indicadores-chave, as organizações podem identificar áreas de melhoria e oportunidades de otimização.

Isso permite implementar estratégias de melhoria, como a adoção de melhores práticas, o desenvolvimento de programas de manutenção preventiva e preditiva, e a capacitação da equipe em novas tecnologias e técnicas avançadas de manutenção. 

Tendências tecnológicas para a gestão de indicadores de manutenção

As tendências tecnológicas, como os sistemas CMMS para a gestão de indicadores, estão evoluindo em um ritmo acelerado e adotá-las é essencial para otimizar o desempenho operacional.

O Fracttal One é um software de manutenção que desempenha um papel fundamental ao ajudar seus clientes a aproveitarem essas tendências para alcançar seus objetivos operacionais. Entre os principais recursos que a solução oferece, estão:

Análise de dados avançada: Uma das tendências mais proeminentes é o uso de análise de dados avançada. O Fracttal permite que seus clientes coletem e analisem grandes conjuntos de dados para tomar decisões baseadas em dados que impulsionam a eficiência e a lucratividade.

Integração com sistemas IoT: A Internet das Coisas (IoT) está revolucionando a forma como os indicadores são monitorados e gerenciados. A Fracttal facilita a integração de dispositivos IoT, permitindo que as organizações monitorem seus ativos em tempo real e prevejam problemas antes que ocorram.

Mobilidade e acesso na nuvem: Ter acesso aos indicadores de qualquer lugar é fundamental. A Fracttal opera na nuvem, o que permite que os usuários acessem seus dados e indicadores-chave de desempenho a qualquer momento e de qualquer lugar.

Personalização e adaptabilidade: As soluções de gestão de indicadores devem ser adaptáveis às necessidades específicas de cada organização. A Fracttal oferece opções de personalização, permitindo que as organizações ajustem a plataforma de acordo com seus requisitos operacionais específicos.

É por tudo isso que a Fracttal está na vanguarda das tendências tecnológicas na gestão de indicadores. Ao fornecer uma plataforma robusta que integra análise de dados avançada, IoT, automação, mobilidade na nuvem e personalização, a Fracttal capacita seus clientes a alcançar e superar seus objetivos operacionais de maneira mais eficiente e efetiva.

Resumindo, a liderança de manutenção considera os KPIs como uma evidência tangível de que suas equipes estão atingindo os padrões desejados ou como percepções que explicam as razões de qualquer déficit.

Essencialmente, os KPIs de manutenção monitoram a eficácia de uma organização em alcançar suas aspirações. Você está reduzindo despesas e encurtando o tempo de inatividade?

Os KPIs fornecem informações verídicas em sua jornada de melhoria contínua. Isso está de acordo com o ditado: "O que não é medido não pode ser melhorado".

Em um mundo onde a eficiência industrial não é apenas uma vantagem, mas sim uma necessidade para dominar a arte da manutenção. Os indicadores-chave de desempenho (KPIs) de manutenção atuam como guardiões que protegem o bem-estar de uma organização e seu domínio, podendo fazer a diferença entre um sucesso bombástico e um fracasso catastrófico.

Mas como dominar algo tão intangível, especialmente quando a manutenção parece um labirinto em constante evolução?

A resposta é tão intrigante quanto prática.

Imagine os KPIs como o coração da manutenção, onde são avaliados fatores que são absolutamente críticos para a saúde e o sucesso de uma organização, garantindo que sua equipe de manutenção seja mais do que um conjunto de ferramentas e se assemelhe a um ecossistema bem integrado e equilibrado.

Esse ecossistema envolve elementos que vão desde profissionais capacitados, métodos de coleta de dados e cronogramas que ditam os tempos de reparo. E sim, também envolve números, números que contam o histórico na gestão de um ativo.

gestao-da-manutencao-email-header-masterclass-engeteles

 

O que é um indicador-chave de desempenho na manutenção?

KPI na manutenção significa indicador-chave de desempenho e é usado como um padrão para avaliar o quão bem os funcionários ou grupos de manutenção estão alcançando seus objetivos.

Os KPIs na manutenção são metas concretas, formadas a partir da combinação de um parâmetro, como o tempo de inatividade e um padrão como uma redução de 35%, que fornece uma medida quantificável de realização para um objetivo, como reduzir o tempo de inatividade.

Ao estabelecer KPIs na manutenção, os objetivos se tornam quantificáveis, fornecendo uma compreensão rápida do progresso de um projeto. Um KPI eficaz permanece fiel à essência da sigla em inglês SMART, que inclui atributos Específicos, Mensuráveis, Alcançáveis, Realistas e Temporais.

No entanto, também existe o conceito de métrica de manutenção. Mas o que isso significa?

Uma métrica de manutenção abrange qualquer dado que uma organização monitora e funciona como parâmetros quantificáveis que podem ser usados para avaliar conquistas por meio de referências de KPI, avaliar o progresso das tarefas, estar alerta para possíveis falhas e muito mais.

As métricas de manutenção examinam a força de trabalho da equipe de manutenção, o desempenho dos ativos ou máquinas, bem como os processos. Algumas métricas de manutenção comuns incluem tempo médio de reparo (MTTR), tempo médio entre falhas (MTBF), disponibilidade e confiabilidade, entre outros indicadores que serão descritos posteriormente.

Como diferenciar KPIs e métricas?

Os KPIs de manutenção são objetivos ou padrões que indicam o alcance de metas, enquanto as métricas de manutenção são os elementos de dados nos quais esses objetivos se baseiam.

Por exemplo, se você tem o objetivo de melhorar a confiabilidade de um ativo específico, pode deduzir que a duração operacional é a métrica mais adequada para monitorar em relação ao seu objetivo e, portanto, estabelecer um KPI para sua equipe de aumentar a duração operacional em 15% para um próximo período de tempo.

Os 5 indicadores indispensáveis para uma gestão eficaz

Nesta seção, mergulharemos nos diferentes tipos de indicadores de manutenção e exploraremos sua importância e aplicações específicas.

MTTR (tempo médio de reparo)

O MTTR é um indicador fundamental que mede o tempo médio necessário para reparar um ativo após uma falha. Sua importância reside na redução do tempo de inatividade e na eficiência das reparações. Um MTTR baixo indica que as reparações estão sendo feitas de maneira rápida e eficaz, garantindo que os ativos voltem a operar o mais rápido possível.

Para melhorar o MTTR, é essencial ter um planejamento e programação adequados das atividades de manutenção, contar com uma equipe técnica qualificada e garantir o acesso oportuno às ferramentas e peças de reposição necessárias.

Veja como calcular o MTTR

Exemplo de cálculo do MTTR

MTTF (tempo médio até a falha)

O MTTF é um indicador que fornece informações valiosas sobre a confiabilidade dos ativos e o tempo médio entre falhas. O objetivo é maximizar o MTTF, o que envolve reduzir a frequência de falhas e prolongar a vida útil dos ativos. Um MTTF alto indica que os ativos são confiáveis e têm menor probabilidade de sofrer falhas.

Para melhorar o MTTF, é essencial implementar programas de manutenção preventiva e preditiva, realizar inspeções regulares, manter registros adequados das atividades de manutenção e utilizar técnicas avançadas de monitoramento, como análise de vibração e termografia.

Exemplo de cálculo do MTTF

MTBF (tempo médio entre falhas)

O MTBF é outro indicador chave que complementa o MTTF e é usado para medir o tempo médio entre falhas em um ativo. Um MTBF alto indica maior confiabilidade e menor frequência de falhas.

Para melhorar o MTBF, é importante identificar as causas raiz das falhas, implementar ações corretivas e preventivas e melhorar a qualidade das peças de reposição utilizadas. Além disso, é fundamental realizar uma análise de falhas adequada para compreender os padrões e tendências que podem estar afetando o funcionamento do ativo.

Saiba como calcular o MTTF e o MTBF

Principais indicadores de manutenção para gestores

Disponibilidade e confiabilidade

A disponibilidade e a confiabilidade são indicadores fundamentais para garantir o bom funcionamento dos ativos e avaliar seu desempenho. A disponibilidade refere-se ao tempo em que os ativos estão disponíveis e prontos para operar. Uma alta disponibilidade implica que os ativos estão disponíveis quando são necessários, o que reduz o tempo de inatividade não planejado e aumenta a eficiência operacional.

A confiabilidade, por outro lado, refere-se à probabilidade de um ativo funcionar sem falhas durante um período específico de tempo no futuro. Uma alta confiabilidade implica que os ativos têm maior probabilidade de funcionar corretamente sem falhas.

Para medir a disponibilidade e a confiabilidade, são utilizadas diferentes métricas e indicadores, como o tempo médio entre falhas (MTBF), tempo médio para reparo (MTTR), entre outros. Esses indicadores ajudam as organizações a avaliar o desempenho de seus ativos, identificar áreas de melhoria e tomar decisões informadas para otimizar a disponibilidade e a confiabilidade.

Veja como calcular a disponibilidade e confiabilidade

Exemplo de cálculo de confiabilidade

Backlog (acúmulo de trabalho pendente)

O backlog refere-se ao acúmulo de trabalho pendente no departamento de manutenção. Isso pode incluir tarefas de manutenção preventiva, corretiva e preditiva que ainda não foram concluídas. Um backlog alto pode ter um impacto negativo na eficiência do departamento de manutenção, pois pode causar atrasos na execução de tarefas importantes e aumentar o tempo de resposta a falhas ou solicitações de manutenção urgente.

Reduzir o backlog é fundamental para melhorar a eficiência da manutenção e garantir a disponibilidade de recursos para tarefas críticas. Para gerenciar o backlog de maneira eficaz, é necessário estabelecer prioridades claras, alocar recursos adequados, usar ferramentas de programação e acompanhamento de manutenção e melhorar os processos de comunicação e coordenação dentro do departamento de manutenção.

Saiba como calcular o backlog

Exemplo de cálculo de backlog

Bônus 

Além desses 5 indicadores que acabamos de descrever, existem muitos outros que podem ser selecionados e adaptados de acordo com as necessidades de cada organização. No entanto, como bônus, mostraremos outro indicador muito importante em nível gerencial.

OEE (eficiência global dos equipamentos) 

O OEE (Overall Equipment Efficiency) é um indicador abrangente que mede o desempenho global dos equipamentos em termos de disponibilidade, desempenho e qualidade. O OEE fornece uma visão holística do desempenho dos equipamentos e permite identificar oportunidades de melhoria e otimização.

A melhoria do OEE envolve maximizar a disponibilidade dos equipamentos, aumentar a velocidade de produção e reduzir defeitos e desperdícios. Para alcançar isso, é necessário implementar práticas de manutenção eficazes, otimizar os processos de produção, capacitar a equipe e utilizar tecnologias avançadas, como monitoramento em tempo real e análise de dados.

Saiba como calcular o OEE

conceito e pilares do OEE

A importância dos indicadores na gestão de manutenção de ativos

Os indicadores de manutenção desempenham um papel crucial na gestão efetiva da manutenção industrial. Sua importância reside em vários aspectos-chave:

Avaliação de desempenho: Permitem avaliar o desempenho dos ativos e dos processos de manutenção. Fornecem informações objetivas sobre a eficiência operacional, disponibilidade dos ativos, tempo de inatividade não planejado, confiabilidade dos equipamentos e outros parâmetros relevantes. Isso ajuda a identificar áreas de melhoria e tomar medidas corretivas para maximizar o desempenho geral da manutenção.

Tomada de decisão baseada em dados: Fornecem dados quantitativos e objetivos que embasam a tomada de decisões. Ao ter métricas claras e mensuráveis, gestores e supervisores de manutenção podem identificar tendências, comparar o desempenho com metas estabelecidas e tomar decisões baseadas em fatos e dados reais. Isso auxilia na priorização das ações de manutenção, na alocação efetiva de recursos e na otimização dos processos de manutenção.

Melhoria contínua: Os indicadores de manutenção desempenham um papel fundamental na melhoria contínua da manutenção. Ao monitorar e medir constantemente o desempenho por meio de indicadores-chave, as organizações podem identificar áreas de melhoria e oportunidades de otimização.

Isso permite implementar estratégias de melhoria, como a adoção de melhores práticas, o desenvolvimento de programas de manutenção preventiva e preditiva, e a capacitação da equipe em novas tecnologias e técnicas avançadas de manutenção. 

Tendências tecnológicas para a gestão de indicadores de manutenção

As tendências tecnológicas, como os sistemas CMMS para a gestão de indicadores, estão evoluindo em um ritmo acelerado e adotá-las é essencial para otimizar o desempenho operacional.

O Fracttal One é um software de manutenção que desempenha um papel fundamental ao ajudar seus clientes a aproveitarem essas tendências para alcançar seus objetivos operacionais. Entre os principais recursos que a solução oferece, estão:

Análise de dados avançada: Uma das tendências mais proeminentes é o uso de análise de dados avançada. O Fracttal permite que seus clientes coletem e analisem grandes conjuntos de dados para tomar decisões baseadas em dados que impulsionam a eficiência e a lucratividade.

Integração com sistemas IoT: A Internet das Coisas (IoT) está revolucionando a forma como os indicadores são monitorados e gerenciados. A Fracttal facilita a integração de dispositivos IoT, permitindo que as organizações monitorem seus ativos em tempo real e prevejam problemas antes que ocorram.

Mobilidade e acesso na nuvem: Ter acesso aos indicadores de qualquer lugar é fundamental. A Fracttal opera na nuvem, o que permite que os usuários acessem seus dados e indicadores-chave de desempenho a qualquer momento e de qualquer lugar.

Personalização e adaptabilidade: As soluções de gestão de indicadores devem ser adaptáveis às necessidades específicas de cada organização. A Fracttal oferece opções de personalização, permitindo que as organizações ajustem a plataforma de acordo com seus requisitos operacionais específicos.

É por tudo isso que a Fracttal está na vanguarda das tendências tecnológicas na gestão de indicadores. Ao fornecer uma plataforma robusta que integra análise de dados avançada, IoT, automação, mobilidade na nuvem e personalização, a Fracttal capacita seus clientes a alcançar e superar seus objetivos operacionais de maneira mais eficiente e efetiva.

Resumindo, a liderança de manutenção considera os KPIs como uma evidência tangível de que suas equipes estão atingindo os padrões desejados ou como percepções que explicam as razões de qualquer déficit.

Essencialmente, os KPIs de manutenção monitoram a eficácia de uma organização em alcançar suas aspirações. Você está reduzindo despesas e encurtando o tempo de inatividade?

Os KPIs fornecem informações verídicas em sua jornada de melhoria contínua. Isso está de acordo com o ditado: "O que não é medido não pode ser melhorado".

Calculadora de ROI - Fracttal One

A redução de custos começa com a Fracttal

Acesse a calculadora e veja o quanto você pode economizar nos custos de manutenção da sua empresa com o Fracttal One.

Calculadora de ROI - Fracttal One

A redução de custos começa com a Fracttal

Acesse a calculadora e veja o quanto você pode economizar nos custos de manutenção da sua empresa com o Fracttal One.

Perguntas frequentes

Confira as perguntas frequentes sobre indicadores de manutenção

O que são indicadores de manutenção?

Indicadores de manutenção são métricas de desempenho utilizadas para avaliar a saúde e eficiência das atividades de manutenção, fundamentais para uma gestão otimizada de ativos.

Como os indicadores de manutenção ajudam?

Os indicadores de manutenção permitem um planejamento proativo, identificando tendências e padrões para prevenir falhas em equipamentos e minimizar o tempo de inatividade.

Quais são os tipos de indicadores de manutenção?

Os indicadores de manutenção são divididos em indicadores líderes, que fornecem informações sobre o desempenho futuro, e indicadores rezagados, que analisam resultados passados para avaliar o desempenho.

O que os indicadores de manutenção medem?

Os indicadores de manutenção medem aspectos-chave como o tempo de atividade do equipamento, o tempo médio de reparo (MTTR) e os custos gerais de manutenção, fornecendo percepções valiosas sobre o desempenho.

Quais são os KPIs comuns de manutenção?

Os KPIs comuns de manutenção incluem o tempo médio entre falhas (MTBF), a porcentagem de manutenção planejada (PMP) e o custo de manutenção como porcentagem do valor do ativo.

Como os KPI otimizam o planejamento de manutenção?

Os indicadores de manutenção ajudam a identificar ativos críticos, priorizar tarefas e melhorar a alocação de recursos para otimizar o planejamento de manutenção.

O que são os indicadores de manutenção centrados em confiabilidade (RCM)?

Os indicadores de manutenção centrados em confiabilidade (RCM) concentram-se em avaliar a confiabilidade do ativo, melhorando as estratégias de manutenção e prolongando a vida útil do equipamento.

Como os indicadores de manutenção ajudam na melhoria dos processos?

Os indicadores de manutenção identificam áreas para melhorias nos processos, reduzem o tempo de inatividade e promovem práticas de manutenção mais eficientes.

O que é necessário para implementar indicadores de manutenção?

A implementação de indicadores de manutenção pode requerer integração de dados, protocolos padronizados e treinamento contínuo da equipe para uma adoção bem-sucedida.

Quais ferramentas avançadas permitem o monitoramento de indicadores de manutenção?

As ferramentas avançadas de software facilitam o monitoramento em tempo real, análise de dados e visualização de indicadores de manutenção, permitindo uma melhor tomada de decisões para os gestores de manutenção.

Saiba mais sobre manutenção

Conheça tecnologias, processos de gestão e regulamentações

Como tornar seu sistema de gestão de OS mais eficaz?

Leia mais trending_flat

Software de OS: desvendando a eficiência na gestão de manutenção

Leia mais trending_flat

Alcançando a conformidade com a ISO 9001 na gestão da manutenção

Leia mais trending_flat

A Manutenção Inteligente
ao alcance de todos

Controle, eficiência e gestão para a sua equipe

machine