GUIA DE MANUTENÇÃO

Asset performance management

Asset performance management (APM) é um processo de coleta, análise e monitoramento de dados de desempenho de ativos para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e eficiência dos ativos.

GUIA DE MANUTENÇÃO

Asset performance management

Asset performance management (APM) é um processo de coleta, análise e monitoramento de dados de desempenho de ativos para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e eficiência dos ativos.

O que é Asset performance management - APM?

APM significa Asset Performance Management, ou Gestão de Desempenho de Ativos. É um processo de coleta, análise e monitoramento de dados de desempenho de ativos para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e eficiência dos ativos. Ao fornecer insights sobre o desempenho dos ativos, o APM pode ajudar a identificar problemas potenciais antes que eles causem falhas, reduzir o tempo de inatividade, melhorar a eficiência da manutenção e reduzir custos.

Monitoramento de ativos

O monitoramento do estado dos ativos é uma das funções mais importantes do APM. Isso porque, ao identificar possíveis problemas antes que eles causem falhas, as organizações podem tomar medidas para prevenir essas falhas e evitar paradas não programadas.

O monitoramento do estado dos ativos pode ser realizado usando uma variedade de métodos, incluindo:

  • Monitoramento de condição: O monitoramento de condição é uma técnica que usa sensores para medir parâmetros físicos, como temperatura, vibração, corrente e tensão. Esses dados podem ser usados para identificar tendências e padrões que indicam o início de um problema.

  • Inspeção visual: A inspeção visual é uma técnica simples e eficaz para identificar problemas de superfície, como desgaste, corrosão e danos.

  • Avaliações de desempenho: As avaliações de desempenho são realizadas para avaliar o desempenho geral de um ativo. Isso pode ser feito usando uma variedade de métodos, como testes funcionais, testes de carga e análises de eficiência.

Ao combinar diferentes métodos de monitoramento, as organizações podem obter uma visão abrangente do estado de seus ativos. Isso lhes permite identificar problemas em potencial com antecedência e tomar medidas para corrigi-los antes que causem danos.

Tomar decisões sobre quando e como realizar a manutenção

O APM também pode ajudar as organizações a tomar decisões informadas sobre quando e como realizar a manutenção. Ao analisar dados de desempenho, as organizações podem identificar ativos que estão em risco de falha e determinar a melhor estratégia de manutenção para esses ativos.

As estratégias de manutenção podem ser divididas em três categorias principais:

  • Manutenção preventiva: A manutenção preventiva é realizada em intervalos regulares, independentemente do estado do ativo. Essa estratégia é eficaz para prevenir falhas, mas pode ser cara e gerar desperdício de recursos.

  • Manutenção preditiva: A manutenção preditiva é realizada com base na análise de dados de desempenho. Essa estratégia é mais eficiente do que a manutenção preventiva, pois só é realizada quando necessário.

  • Manutenção corretiva: A manutenção corretiva é realizada após a falha de um ativo. Essa estratégia é a menos eficiente, pois pode causar paradas não programadas e perda de produtividade.

O APM pode ajudar as organizações a escolher a estratégia de manutenção mais adequada para cada ativo. Isso pode ajudar a reduzir custos, melhorar a confiabilidade dos ativos e aumentar a disponibilidade da planta.

Eficiência da manutenção e redução de custos

O APM também pode ajudar as organizações a melhorar a eficiência da manutenção e reduzir custos. Ao fornecer insights sobre o desempenho dos ativos, o APM pode ajudar as organizações a identificar oportunidades de otimizar suas atividades de manutenção.

Algumas das maneiras pelas quais o APM pode ajudar a melhorar a eficiência da manutenção incluem:

  • Reduzir o tempo de inatividade: Ao identificar problemas em potencial antes que eles causem falhas, o APM pode ajudar as organizações a reduzir o tempo de inatividade.

  • Reduzir o desperdício de recursos: Ao otimizar as atividades de manutenção, o APM pode ajudar as organizações a reduzir o desperdício de recursos, como peças, mão de obra e tempo.

  • Melhorar a produtividade dos técnicos: Ao fornecer informações relevantes, o APM pode ajudar os técnicos a realizar suas tarefas de forma mais eficiente.

Disponibilidade dos ativos e a produtividade da planta

Ao melhorar a confiabilidade dos ativos, o APM também pode ajudar a aumentar a disponibilidade dos ativos e a produtividade da planta. Isso ocorre porque ativos mais confiáveis ficam menos tempo inativos, o que permite que a planta opere com mais eficiência.

A disponibilidade dos ativos é medida pela porcentagem de tempo que um ativo está disponível para operação. A produtividade da planta é medida pela quantidade de produto ou serviço que uma planta produz em um determinado período de tempo.

Redução de risco de acidentes e danos

Finalmente, o APM também pode ajudar a reduzir o risco de acidentes e danos. Ao identificar problemas em potencial antes que eles causem falhas, o APM pode ajudar as organizações a prevenir acidentes e danos que podem causar perdas financeiras e de vidas.

O APM é uma ferramenta poderosa que pode ajudar as organizações a melhorar a eficiência e a confiabilidade de seus ativos. Ao implementar o APM, as organizações podem reduzir custos, aumentar a produtividade e melhorar a segurança.

gestao-da-manutencao-email-header-masterclass-engeteles

Os benefícios do APM

Aos gestores de manutenção, o APM impacta na melhora o desempenho de seus ativos, reduzindo o tempo de inatividade, aumentando a disponibilidade e a produtividade. E ainda, fornece insights sobre o desempenho dos ativos, o que permite aos gestores de manutenção identificar problemas potenciais antes que eles causem falhas. Isso pode ajudar a reduzir o tempo de inatividade e a aumentar a disponibilidade dos ativos.

Uma empresa de manufatura pode se beneficiar do APM para monitorar as condições de seus equipamentos de produção. Se os dados indicarem que um equipamento está prestes a falhar, a empresa pode programar uma manutenção preventiva para evitar uma parada não programada. Isso pode ajudar a reduzir o tempo de inatividade e aumentar a produtividade da planta.

Ou ainda, uma empresa de serviços públicos pode usar o APM para monitorar a integridade de suas linhas de transmissão. Se os dados indicarem que uma linha está danificada, a empresa pode tomar medidas para reparar a linha antes que ela cause uma interrupção no fornecimento de energia. Isso pode ajudar a evitar perdas de produção e danos aos clientes.

Como fazer um programa de asset performance management?

A elaboração de um programa de APM eficaz envolve uma série de etapas, incluindo:

1. Planejamento

O primeiro passo é planejar o programa de APM. Isso envolve definir os objetivos do programa, identificar os ativos a serem monitorados e selecionar as tecnologias e ferramentas necessárias.

Objetivos do programa de APM:

Devem ser claros e específicos. Eles devem ser alinhados com os objetivos gerais da empresa e devem ser mensuráveis.

Ativos a serem monitorados:

Devem ser selecionados com base em sua importância para a empresa. Os ativos mais críticos devem ser monitorados com mais frequência.

Tecnologias e ferramentas:

Devem ser selecionadas com base nos objetivos do programa e nos ativos a serem monitorados.

2. Implementação

A segunda etapa é implementar o programa de APM. Isso envolve coletar dados de desempenho, analisar os dados e implementar as ações necessárias.

Coleção de dados de desempenho:

Os dados de desempenho podem ser coletados usando uma variedade de métodos, incluindo:

  • Monitoramento de condição: usa sensores para medir parâmetros físicos, como temperatura, vibração, corrente e tensão.

  • Inspeção visual: uma técnica simples e eficaz para identificar problemas de superfície, como desgaste, corrosão e danos.

  • Avaliações de desempenho: são realizadas para avaliar o desempenho geral de um ativo. Isso pode ser feito usando uma variedade de métodos, como testes funcionais, testes de carga e análises de eficiência.

Análise de dados:

Os dados de desempenho coletados devem ser analisados para identificar tendências e padrões que possam indicar problemas potenciais. A análise de dados pode ser realizada usando uma variedade de ferramentas e técnicas.

Implementação de ações:

As ações necessárias devem ser implementadas com base nos resultados da análise de dados. Essas ações podem incluir:

  • Manutenção preventiva: é realizada em intervalos regulares, independentemente do estado do ativo. Essa estratégia é eficaz para prevenir falhas, mas pode ser cara e gerar desperdício de recursos.

  • Manutenção preditiva: é realizada com base na análise de dados de desempenho. Essa estratégia é mais eficiente do que a manutenção preventiva, pois só é realizada quando necessário.

  • Manutenção corretiva: é realizada após a falha de um ativo. Essa estratégia é a menos eficiente, pois pode causar paradas não programadas e perda de produtividade.

3. Monitoramento

A terceira etapa é monitorar o desempenho do programa de APM. Isso envolve revisar os objetivos, identificar oportunidades de melhoria e implementar as mudanças necessárias.

Revisão dos objetivos:

Os objetivos do programa de APM devem ser revisados regularmente para garantir que ainda sejam relevantes para a empresa.

Oportunidades de melhoria:

As oportunidades de melhoria devem ser identificadas com base nos resultados da análise de dados. Essas oportunidades podem incluir:

  • Melhoria da coleta de dados: pode ser aprimorada coletando mais dados ou dados mais precisos.

  • Melhoria da análise de dados: pode ser aprimorada usando ferramentas e técnicas mais sofisticadas de análise de dados.

  • Melhoria da implementação de ações: O programa de APM pode ser aprimorado implementando ações mais eficazes.

Implementação de mudanças:

As mudanças necessárias devem ser implementadas com base nas oportunidades de melhoria identificadas.

Ao seguir essas etapas, as empresas podem elaborar um programa de APM eficaz que atenda aos seus objetivos e melhore o desempenho de seus ativos.

Aqui estão algumas dicas adicionais para elaborar um programa de APM eficaz:

  • Obtenha o apoio da alta administração: O apoio da alta administração é essencial para o sucesso do programa de APM.

  • Envolva as partes interessadas: Envolver as partes interessadas, como gestores de manutenção, planejadores de manutenção e técnicos de manutenção, ajudará a garantir que o programa atenda às necessidades de todos.

  • Use tecnologias e ferramentas adequadas: As tecnologias e ferramentas corretas podem ajudar a tornar o programa de APM mais eficiente e eficaz.

  • Meça os resultados: Medir os resultados do programa de APM ajudará a identificar áreas de melhoria.

Aqui estão algumas outras considerações importantes para a elaboração de um programa de APM eficaz:

  • Considere os riscos: O programa de APM deve considerar os riscos associados aos ativos a serem monitorados. Esses riscos podem incluir falhas, perda de produtividade, danos ambientais e lesões aos funcionários.
  • Considere os custos: deve ser implementado de forma econômica. Os custos associados ao programa devem ser justificados pelos benefícios esperados.
  • Considere a tecnologia: A tecnologia é uma ferramenta essencial para a implementação de um programa de APM eficaz. As empresas devem selecionar as tecnologias e ferramentas corretas para atender às suas necessidades específicas.

Além dessas considerações, é importante lembrar que o APM é uma disciplina contínua. As empresas devem monitorar o desempenho do programa de APM regularmente e implementar mudanças conforme necessário.

Aqui estão algumas perguntas que as empresas podem se fazer ao elaborar um programa de APM:

  • Quais são nossos objetivos para o programa de APM?
  • Quais ativos são mais críticos para nossos negócios?
  • Quais dados precisamos coletar para monitorar os ativos?
  • Como vamos analisar os dados coletados?
  • Quais ações vamos tomar com base na análise dos dados?
  • Como vamos medir o sucesso do programa de APM?

Ao responder a essas perguntas, você estará apto para elaborar um programa de APM eficaz que atenda às suas necessidades específicas.

Como o Fracttal One contribui na criação de um programa de APM?

O Fracttal One oferece uma variedade de recursos e funcionalidades que podem ajudar as empresas a:

  • Definir os objetivos e metas do programa de APM: fornece uma ferramenta de planejamento que ajuda as empresas a definir os objetivos e metas do programa de APM. Esses objetivos podem incluir coisas como reduzir o tempo de inatividade, melhorar a confiabilidade dos ativos ou reduzir os custos de manutenção.

  • Identificar os ativos a serem monitorados: oferece uma solução de inventário que ajuda as empresas a identificar os ativos a serem monitorados. Esses ativos podem incluir coisas como equipamentos de produção, linhas de transmissão, edifícios ou veículos.

  • Coletar dados de desempenho: pode ser integrado a uma variedade de dispositivos de monitoramento para coletar dados de desempenho dos ativos. Esses dados podem incluir coisas como temperatura, vibração, corrente e tensão.

  • Analisar dados de desempenho: tem uma variedade de ferramentas de análise de dados que ajudam as empresas a identificar tendências e padrões nos dados de desempenho. Essas tendências e padrões podem indicar problemas potenciais nos ativos.

  • Implementar ações: O Fracttal One ajuda as empresas a implementar ações baseadas na análise de dados. Essas ações podem incluir coisas como manutenção preventiva, manutenção preditiva ou manutenção corretiva.

  • Monitorar o desempenho do programa de APM: dispõe de uma variedade de relatórios e dashboards que ajudam as empresas a monitorar o desempenho do programa de APM. Esses relatórios e dashboards podem ajudar as empresas a identificar áreas de melhoria.

O Fracttal One é uma ferramenta que pode ajudar as empresas a criar e implementar um programa de APM eficaz. E ainda, ajudar a melhorar o desempenho de seus ativos, reduzir custos e melhorar a segurança.

O que é Asset performance management - APM?

APM significa Asset Performance Management, ou Gestão de Desempenho de Ativos. É um processo de coleta, análise e monitoramento de dados de desempenho de ativos para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e eficiência dos ativos. Ao fornecer insights sobre o desempenho dos ativos, o APM pode ajudar a identificar problemas potenciais antes que eles causem falhas, reduzir o tempo de inatividade, melhorar a eficiência da manutenção e reduzir custos.

Monitoramento de ativos

O monitoramento do estado dos ativos é uma das funções mais importantes do APM. Isso porque, ao identificar possíveis problemas antes que eles causem falhas, as organizações podem tomar medidas para prevenir essas falhas e evitar paradas não programadas.

O monitoramento do estado dos ativos pode ser realizado usando uma variedade de métodos, incluindo:

  • Monitoramento de condição: O monitoramento de condição é uma técnica que usa sensores para medir parâmetros físicos, como temperatura, vibração, corrente e tensão. Esses dados podem ser usados para identificar tendências e padrões que indicam o início de um problema.

  • Inspeção visual: A inspeção visual é uma técnica simples e eficaz para identificar problemas de superfície, como desgaste, corrosão e danos.

  • Avaliações de desempenho: As avaliações de desempenho são realizadas para avaliar o desempenho geral de um ativo. Isso pode ser feito usando uma variedade de métodos, como testes funcionais, testes de carga e análises de eficiência.

Ao combinar diferentes métodos de monitoramento, as organizações podem obter uma visão abrangente do estado de seus ativos. Isso lhes permite identificar problemas em potencial com antecedência e tomar medidas para corrigi-los antes que causem danos.

Tomar decisões sobre quando e como realizar a manutenção

O APM também pode ajudar as organizações a tomar decisões informadas sobre quando e como realizar a manutenção. Ao analisar dados de desempenho, as organizações podem identificar ativos que estão em risco de falha e determinar a melhor estratégia de manutenção para esses ativos.

As estratégias de manutenção podem ser divididas em três categorias principais:

  • Manutenção preventiva: A manutenção preventiva é realizada em intervalos regulares, independentemente do estado do ativo. Essa estratégia é eficaz para prevenir falhas, mas pode ser cara e gerar desperdício de recursos.

  • Manutenção preditiva: A manutenção preditiva é realizada com base na análise de dados de desempenho. Essa estratégia é mais eficiente do que a manutenção preventiva, pois só é realizada quando necessário.

  • Manutenção corretiva: A manutenção corretiva é realizada após a falha de um ativo. Essa estratégia é a menos eficiente, pois pode causar paradas não programadas e perda de produtividade.

O APM pode ajudar as organizações a escolher a estratégia de manutenção mais adequada para cada ativo. Isso pode ajudar a reduzir custos, melhorar a confiabilidade dos ativos e aumentar a disponibilidade da planta.

Eficiência da manutenção e redução de custos

O APM também pode ajudar as organizações a melhorar a eficiência da manutenção e reduzir custos. Ao fornecer insights sobre o desempenho dos ativos, o APM pode ajudar as organizações a identificar oportunidades de otimizar suas atividades de manutenção.

Algumas das maneiras pelas quais o APM pode ajudar a melhorar a eficiência da manutenção incluem:

  • Reduzir o tempo de inatividade: Ao identificar problemas em potencial antes que eles causem falhas, o APM pode ajudar as organizações a reduzir o tempo de inatividade.

  • Reduzir o desperdício de recursos: Ao otimizar as atividades de manutenção, o APM pode ajudar as organizações a reduzir o desperdício de recursos, como peças, mão de obra e tempo.

  • Melhorar a produtividade dos técnicos: Ao fornecer informações relevantes, o APM pode ajudar os técnicos a realizar suas tarefas de forma mais eficiente.

Disponibilidade dos ativos e a produtividade da planta

Ao melhorar a confiabilidade dos ativos, o APM também pode ajudar a aumentar a disponibilidade dos ativos e a produtividade da planta. Isso ocorre porque ativos mais confiáveis ficam menos tempo inativos, o que permite que a planta opere com mais eficiência.

A disponibilidade dos ativos é medida pela porcentagem de tempo que um ativo está disponível para operação. A produtividade da planta é medida pela quantidade de produto ou serviço que uma planta produz em um determinado período de tempo.

Redução de risco de acidentes e danos

Finalmente, o APM também pode ajudar a reduzir o risco de acidentes e danos. Ao identificar problemas em potencial antes que eles causem falhas, o APM pode ajudar as organizações a prevenir acidentes e danos que podem causar perdas financeiras e de vidas.

O APM é uma ferramenta poderosa que pode ajudar as organizações a melhorar a eficiência e a confiabilidade de seus ativos. Ao implementar o APM, as organizações podem reduzir custos, aumentar a produtividade e melhorar a segurança.

gestao-da-manutencao-email-header-masterclass-engeteles

Os benefícios do APM

Aos gestores de manutenção, o APM impacta na melhora o desempenho de seus ativos, reduzindo o tempo de inatividade, aumentando a disponibilidade e a produtividade. E ainda, fornece insights sobre o desempenho dos ativos, o que permite aos gestores de manutenção identificar problemas potenciais antes que eles causem falhas. Isso pode ajudar a reduzir o tempo de inatividade e a aumentar a disponibilidade dos ativos.

Uma empresa de manufatura pode se beneficiar do APM para monitorar as condições de seus equipamentos de produção. Se os dados indicarem que um equipamento está prestes a falhar, a empresa pode programar uma manutenção preventiva para evitar uma parada não programada. Isso pode ajudar a reduzir o tempo de inatividade e aumentar a produtividade da planta.

Ou ainda, uma empresa de serviços públicos pode usar o APM para monitorar a integridade de suas linhas de transmissão. Se os dados indicarem que uma linha está danificada, a empresa pode tomar medidas para reparar a linha antes que ela cause uma interrupção no fornecimento de energia. Isso pode ajudar a evitar perdas de produção e danos aos clientes.

Como fazer um programa de asset performance management?

A elaboração de um programa de APM eficaz envolve uma série de etapas, incluindo:

1. Planejamento

O primeiro passo é planejar o programa de APM. Isso envolve definir os objetivos do programa, identificar os ativos a serem monitorados e selecionar as tecnologias e ferramentas necessárias.

Objetivos do programa de APM:

Devem ser claros e específicos. Eles devem ser alinhados com os objetivos gerais da empresa e devem ser mensuráveis.

Ativos a serem monitorados:

Devem ser selecionados com base em sua importância para a empresa. Os ativos mais críticos devem ser monitorados com mais frequência.

Tecnologias e ferramentas:

Devem ser selecionadas com base nos objetivos do programa e nos ativos a serem monitorados.

2. Implementação

A segunda etapa é implementar o programa de APM. Isso envolve coletar dados de desempenho, analisar os dados e implementar as ações necessárias.

Coleção de dados de desempenho:

Os dados de desempenho podem ser coletados usando uma variedade de métodos, incluindo:

  • Monitoramento de condição: usa sensores para medir parâmetros físicos, como temperatura, vibração, corrente e tensão.

  • Inspeção visual: uma técnica simples e eficaz para identificar problemas de superfície, como desgaste, corrosão e danos.

  • Avaliações de desempenho: são realizadas para avaliar o desempenho geral de um ativo. Isso pode ser feito usando uma variedade de métodos, como testes funcionais, testes de carga e análises de eficiência.

Análise de dados:

Os dados de desempenho coletados devem ser analisados para identificar tendências e padrões que possam indicar problemas potenciais. A análise de dados pode ser realizada usando uma variedade de ferramentas e técnicas.

Implementação de ações:

As ações necessárias devem ser implementadas com base nos resultados da análise de dados. Essas ações podem incluir:

  • Manutenção preventiva: é realizada em intervalos regulares, independentemente do estado do ativo. Essa estratégia é eficaz para prevenir falhas, mas pode ser cara e gerar desperdício de recursos.

  • Manutenção preditiva: é realizada com base na análise de dados de desempenho. Essa estratégia é mais eficiente do que a manutenção preventiva, pois só é realizada quando necessário.

  • Manutenção corretiva: é realizada após a falha de um ativo. Essa estratégia é a menos eficiente, pois pode causar paradas não programadas e perda de produtividade.

3. Monitoramento

A terceira etapa é monitorar o desempenho do programa de APM. Isso envolve revisar os objetivos, identificar oportunidades de melhoria e implementar as mudanças necessárias.

Revisão dos objetivos:

Os objetivos do programa de APM devem ser revisados regularmente para garantir que ainda sejam relevantes para a empresa.

Oportunidades de melhoria:

As oportunidades de melhoria devem ser identificadas com base nos resultados da análise de dados. Essas oportunidades podem incluir:

  • Melhoria da coleta de dados: pode ser aprimorada coletando mais dados ou dados mais precisos.

  • Melhoria da análise de dados: pode ser aprimorada usando ferramentas e técnicas mais sofisticadas de análise de dados.

  • Melhoria da implementação de ações: O programa de APM pode ser aprimorado implementando ações mais eficazes.

Implementação de mudanças:

As mudanças necessárias devem ser implementadas com base nas oportunidades de melhoria identificadas.

Ao seguir essas etapas, as empresas podem elaborar um programa de APM eficaz que atenda aos seus objetivos e melhore o desempenho de seus ativos.

Aqui estão algumas dicas adicionais para elaborar um programa de APM eficaz:

  • Obtenha o apoio da alta administração: O apoio da alta administração é essencial para o sucesso do programa de APM.

  • Envolva as partes interessadas: Envolver as partes interessadas, como gestores de manutenção, planejadores de manutenção e técnicos de manutenção, ajudará a garantir que o programa atenda às necessidades de todos.

  • Use tecnologias e ferramentas adequadas: As tecnologias e ferramentas corretas podem ajudar a tornar o programa de APM mais eficiente e eficaz.

  • Meça os resultados: Medir os resultados do programa de APM ajudará a identificar áreas de melhoria.

Aqui estão algumas outras considerações importantes para a elaboração de um programa de APM eficaz:

  • Considere os riscos: O programa de APM deve considerar os riscos associados aos ativos a serem monitorados. Esses riscos podem incluir falhas, perda de produtividade, danos ambientais e lesões aos funcionários.
  • Considere os custos: deve ser implementado de forma econômica. Os custos associados ao programa devem ser justificados pelos benefícios esperados.
  • Considere a tecnologia: A tecnologia é uma ferramenta essencial para a implementação de um programa de APM eficaz. As empresas devem selecionar as tecnologias e ferramentas corretas para atender às suas necessidades específicas.

Além dessas considerações, é importante lembrar que o APM é uma disciplina contínua. As empresas devem monitorar o desempenho do programa de APM regularmente e implementar mudanças conforme necessário.

Aqui estão algumas perguntas que as empresas podem se fazer ao elaborar um programa de APM:

  • Quais são nossos objetivos para o programa de APM?
  • Quais ativos são mais críticos para nossos negócios?
  • Quais dados precisamos coletar para monitorar os ativos?
  • Como vamos analisar os dados coletados?
  • Quais ações vamos tomar com base na análise dos dados?
  • Como vamos medir o sucesso do programa de APM?

Ao responder a essas perguntas, você estará apto para elaborar um programa de APM eficaz que atenda às suas necessidades específicas.

Como o Fracttal One contribui na criação de um programa de APM?

O Fracttal One oferece uma variedade de recursos e funcionalidades que podem ajudar as empresas a:

  • Definir os objetivos e metas do programa de APM: fornece uma ferramenta de planejamento que ajuda as empresas a definir os objetivos e metas do programa de APM. Esses objetivos podem incluir coisas como reduzir o tempo de inatividade, melhorar a confiabilidade dos ativos ou reduzir os custos de manutenção.

  • Identificar os ativos a serem monitorados: oferece uma solução de inventário que ajuda as empresas a identificar os ativos a serem monitorados. Esses ativos podem incluir coisas como equipamentos de produção, linhas de transmissão, edifícios ou veículos.

  • Coletar dados de desempenho: pode ser integrado a uma variedade de dispositivos de monitoramento para coletar dados de desempenho dos ativos. Esses dados podem incluir coisas como temperatura, vibração, corrente e tensão.

  • Analisar dados de desempenho: tem uma variedade de ferramentas de análise de dados que ajudam as empresas a identificar tendências e padrões nos dados de desempenho. Essas tendências e padrões podem indicar problemas potenciais nos ativos.

  • Implementar ações: O Fracttal One ajuda as empresas a implementar ações baseadas na análise de dados. Essas ações podem incluir coisas como manutenção preventiva, manutenção preditiva ou manutenção corretiva.

  • Monitorar o desempenho do programa de APM: dispõe de uma variedade de relatórios e dashboards que ajudam as empresas a monitorar o desempenho do programa de APM. Esses relatórios e dashboards podem ajudar as empresas a identificar áreas de melhoria.

O Fracttal One é uma ferramenta que pode ajudar as empresas a criar e implementar um programa de APM eficaz. E ainda, ajudar a melhorar o desempenho de seus ativos, reduzir custos e melhorar a segurança.

Calculadora de ROI - Fracttal One

A redução de custos começa com a Fracttal

Acesse a calculadora e veja o quanto você pode economizar nos custos de manutenção da sua empresa com o Fracttal One.

Calculadora de ROI - Fracttal One

A redução de custos começa com a Fracttal

Acesse a calculadora e veja o quanto você pode economizar nos custos de manutenção da sua empresa com o Fracttal One.

Perguntas frequentes

Confira as perguntas frequentes sobre Asset Performance Management - APM

O que é APM?

APM, ou Asset Performance Management, é um processo de coleta, análise e monitoramento de dados de desempenho de ativos para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e eficiência dos ativos.

Quais são os benefícios do APM?

Os benefícios do APM incluem:

Redução de custos: O APM pode ajudar a reduzir custos, reduzindo o tempo de inatividade, o desperdício de recursos e os custos de manutenção.

Melhora da produtividade: O APM pode ajudar a melhorar a produtividade, reduzindo o tempo de inatividade e aumentando a disponibilidade dos ativos.

Melhoria da segurança: O APM pode ajudar a melhorar a segurança, identificando problemas potenciais antes que eles causem falhas.

Aumento da conformidade: O APM pode ajudar as empresas a cumprir as regulamentações, fornecendo informações sobre o estado dos ativos.

Quais são as etapas para implementar um programa de APM?

As etapas para implementar um programa de APM incluem:

Planejamento: Defina os objetivos e metas do programa, identifique os ativos a serem monitorados e selecione as tecnologias e ferramentas necessárias.

Implementação: Colete dados de desempenho, analise os dados e implemente as ações necessárias.

Monitoramento: Revise os objetivos, identifique oportunidades de melhoria e implemente as mudanças necessárias.

Quais são as tecnologias e ferramentas usadas no APM?

As tecnologias e ferramentas usadas no APM incluem:

Sensores: Os sensores são usados para coletar dados de desempenho de ativos.

Plataformas de análise de dados: As plataformas de análise de dados são usadas para analisar os dados de desempenho coletados.

Sistemas de gestão de manutenção: Os sistemas de gestão de manutenção são usados para gerenciar as atividades de manutenção.

Quais são os riscos associados ao APM?

Os riscos associados ao APM incluem:

Custos: O APM pode ser caro de implementar e manter.

Complexidade: O APM pode ser complexo de implementar e gerenciar.

Dados incorretos: Os dados de desempenho usados no APM devem ser precisos para que o programa seja eficaz.

Quais são as melhores práticas para o APM?

As melhores práticas para o APM incluem:

Obtenha o apoio da alta administração: O apoio da alta administração é essencial para o sucesso do programa de APM.

Envolva as partes interessadas: Envolver as partes interessadas, como gestores de manutenção, planejadores de manutenção e técnicos de manutenção, ajudará a garantir que o programa atenda às necessidades de todos.

Use tecnologias e ferramentas adequadas: As tecnologias e ferramentas corretas podem ajudar a tornar o programa de APM mais eficiente e eficaz.

Meça os resultados: Medir os resultados do programa de APM ajudará a identificar áreas de melhoria.

Quais são os desafios do APM?

Os desafios do APM incluem:

Coletar dados de desempenho: Pode ser difícil coletar dados de desempenho precisos e completos de todos os ativos.

Analisar dados de desempenho: Pode ser difícil analisar dados de desempenho complexos para identificar tendências e padrões.

Implementar ações: Pode ser difícil implementar ações baseadas na análise de dados.

O que é manutenção preditiva?

A manutenção preditiva é uma estratégia de manutenção que usa dados de desempenho para identificar problemas potenciais antes que eles causem falhas.

O que é manutenção corretiva?

A manutenção corretiva é uma estratégia de manutenção que é realizada após uma falha.

O que é manutenção preventiva?

A manutenção preventiva é uma estratégia de manutenção que é realizada em intervalos regulares, independentemente do estado do ativo.

Saiba mais sobre manutenção

Conheça tecnologias, processos de gestão e regulamentações

Como tornar seu sistema de gestão de OS mais eficaz?

Leia mais trending_flat

Software de OS: desvendando a eficiência na gestão de manutenção

Leia mais trending_flat

Alcançando a conformidade com a ISO 9001 na gestão da manutenção

Leia mais trending_flat

A Manutenção Inteligente
ao alcance de todos

Controle, eficiência e gestão para a sua equipe

machine