CMF: Como medir a rentabilidade das empresas?

O CMF é uma medida que representa a proporção dos custos de manutenção em relação à receita total ou faturamento em uma organização. É um indicador muito importante em qualquer indústria onde a manutenção de equipamentos é uma parte significativa dos custos operacionais.

Qual a importância do CMF e como calculá-lo?  

O CMF ajuda as empresas a acompanhar e gerenciar seus custos de manutenção em relação aos faturamento total, garantindo assim a rentabilidade e sustentabilidade das operações. Além disso, este indicador pode revelar possíveis ineficiências nos processos de manutenção e orientar na tomada de decisões sobre quando é mais conveniente substituir equipamentos em vez de repará-los.

Para calcular o CMF percentual, aplica-se a seguinte fórmula:

CMF = (Custo Total de Manutenção / Receita Total) x 100% 

Suponha que você seja o gerente de uma empresa de manufatura.

Aqui está como você pode calcular o CMF:

Passo 1: Calcule o Custo Total de Manutenção.

Isso inclui todos os custos associados com a manutenção de seus equipamentos e instalações, como custos de mão de obra (incluindo benefícios e despesas gerais), peças e materiais, serviços de manutenção subcontratados, e o custo de qualquer software ou sistemas utilizados para apoiar as atividades de manutenção. Também inclui a depreciação de ativos, perdas de produção e desperdícios por má qualidade.

Por exemplo, durante o último ano fiscal, os custos de manutenção da organização foram estimados em:

  • Mão de obra: R$ 500.000;
  • Peças e materiais: R$ 200.000;
  • Serviços subcontratados: R$ 100.000;
  • Software de manutenção: R$ 50.000.

Então: 

Custo Total de Manutenção = $500.000 (Mão de obra) + $200.000 (Partes e materiais) + $100.000 (Serviços subcontratados) + $50.000 (Software de manutenção) = $850.000 

Passo 2: Determine a Receita Total para o mesmo período.

Esta é a quantidade total de dinheiro que a empresa obteve de suas operações antes de deduzir os custos.

Assim, podemos dizer que a Receita Total durante o último ano fiscal foi de R$ 5.000.000.

Passo 3: Use a fórmula para calcular o CMF

CMF = (Custo Total de Manutenção / Receita Total) x 100%

CMF = (R$ 850.000 / R$ 5.000.000) x 100% = 17%

Isso significa que 17% da receita total da sua empresa é gasta em operações de manutenção.

Como qualquer indicador financeiro, o que constitui um bom ou mau CMF pode variar muito dependendo da indústria, do modelo de negócio específico e de outros fatores.

É importante comparar este indicador com outras empresas do mesmo segmento. Alguns especialistas consideram que um CMF de 5% é ótimo e está alinhado com as expectativas do modelo de manutenção de classe mundial.

1080x1080-6-cmf-por-blog

Implicações do CMF na gestão da manutenção 

O CMF pode ter implicações significativas para sua estratégia de gerenciamento de manutenção:

  • Eficiência: Um CMF alto pode indicar ineficiências em seus processos de manutenção, sugerindo que você precisa encontrar maneiras de reduzir os custos de manutenção sem afetar a confiabilidade de seus equipamentos.

  • Manutenção preventiva: Também pode sugerir que você precisa mudar para uma manutenção mais preventiva, que muitas vezes pode ser menos custosa a longo prazo em comparação com a manutenção reativa.

  • Substituição de equipamentos: Se o seu CMF está aumentando com o tempo, pode indicar que seu equipamento está envelhecendo e requer mais manutenção, sugerindo que pode ser hora de considerar substituir alguns equipamentos.

  • Orçamento: O CMF também é útil para fins de orçamento, pois pode lhe dar uma referência de qual parte de sua receita você deve esperar gastar em manutenção.

Em conclusão, o Custo de Manutenção em Faturamento (CMF) é um indicador crucial para qualquer negócio onde a manutenção seja um custo significativo. Ele fornece uma imagem clara da proporção de receita que é gasta na manutenção de equipamentos e instalações.

Ao monitorar e gerenciar esta proporção, as empresas podem tomar decisões mais informadas sobre suas estratégias de manutenção, o que potencialmente pode levar a economias de custos e operações mais eficientes. No entanto, como todos os indicadores, o CMF deve ser usado em conjunto com outras métricas para fornecer uma visão holística do desempenho do negócio.

arrow_back

CMF: Como medir a rentabilidade das empresas?

O CMF é uma medida que representa a proporção dos custos de manutenção em relação à receita total ou faturamento em uma organização. É um indicador muito importante em qualquer indústria onde a manutenção de equipamentos é uma parte significativa dos custos operacionais.

Qual a importância do CMF e como calculá-lo?  

O CMF ajuda as empresas a acompanhar e gerenciar seus custos de manutenção em relação aos faturamento total, garantindo assim a rentabilidade e sustentabilidade das operações. Além disso, este indicador pode revelar possíveis ineficiências nos processos de manutenção e orientar na tomada de decisões sobre quando é mais conveniente substituir equipamentos em vez de repará-los.

Para calcular o CMF percentual, aplica-se a seguinte fórmula:

CMF = (Custo Total de Manutenção / Receita Total) x 100% 

Suponha que você seja o gerente de uma empresa de manufatura.

Aqui está como você pode calcular o CMF:

Passo 1: Calcule o Custo Total de Manutenção.

Isso inclui todos os custos associados com a manutenção de seus equipamentos e instalações, como custos de mão de obra (incluindo benefícios e despesas gerais), peças e materiais, serviços de manutenção subcontratados, e o custo de qualquer software ou sistemas utilizados para apoiar as atividades de manutenção. Também inclui a depreciação de ativos, perdas de produção e desperdícios por má qualidade.

Por exemplo, durante o último ano fiscal, os custos de manutenção da organização foram estimados em:

  • Mão de obra: R$ 500.000;
  • Peças e materiais: R$ 200.000;
  • Serviços subcontratados: R$ 100.000;
  • Software de manutenção: R$ 50.000.

Então: 

Custo Total de Manutenção = $500.000 (Mão de obra) + $200.000 (Partes e materiais) + $100.000 (Serviços subcontratados) + $50.000 (Software de manutenção) = $850.000 

Passo 2: Determine a Receita Total para o mesmo período.

Esta é a quantidade total de dinheiro que a empresa obteve de suas operações antes de deduzir os custos.

Assim, podemos dizer que a Receita Total durante o último ano fiscal foi de R$ 5.000.000.

Passo 3: Use a fórmula para calcular o CMF

CMF = (Custo Total de Manutenção / Receita Total) x 100%

CMF = (R$ 850.000 / R$ 5.000.000) x 100% = 17%

Isso significa que 17% da receita total da sua empresa é gasta em operações de manutenção.

Como qualquer indicador financeiro, o que constitui um bom ou mau CMF pode variar muito dependendo da indústria, do modelo de negócio específico e de outros fatores.

É importante comparar este indicador com outras empresas do mesmo segmento. Alguns especialistas consideram que um CMF de 5% é ótimo e está alinhado com as expectativas do modelo de manutenção de classe mundial.

1080x1080-6-cmf-por-blog

Implicações do CMF na gestão da manutenção 

O CMF pode ter implicações significativas para sua estratégia de gerenciamento de manutenção:

  • Eficiência: Um CMF alto pode indicar ineficiências em seus processos de manutenção, sugerindo que você precisa encontrar maneiras de reduzir os custos de manutenção sem afetar a confiabilidade de seus equipamentos.

  • Manutenção preventiva: Também pode sugerir que você precisa mudar para uma manutenção mais preventiva, que muitas vezes pode ser menos custosa a longo prazo em comparação com a manutenção reativa.

  • Substituição de equipamentos: Se o seu CMF está aumentando com o tempo, pode indicar que seu equipamento está envelhecendo e requer mais manutenção, sugerindo que pode ser hora de considerar substituir alguns equipamentos.

  • Orçamento: O CMF também é útil para fins de orçamento, pois pode lhe dar uma referência de qual parte de sua receita você deve esperar gastar em manutenção.

Em conclusão, o Custo de Manutenção em Faturamento (CMF) é um indicador crucial para qualquer negócio onde a manutenção seja um custo significativo. Ele fornece uma imagem clara da proporção de receita que é gasta na manutenção de equipamentos e instalações.

Ao monitorar e gerenciar esta proporção, as empresas podem tomar decisões mais informadas sobre suas estratégias de manutenção, o que potencialmente pode levar a economias de custos e operações mais eficientes. No entanto, como todos os indicadores, o CMF deve ser usado em conjunto com outras métricas para fornecer uma visão holística do desempenho do negócio.