Capex e Opex na gestão da manutenção

No amplo campo da gestão de ativos industriais, entender os gastos financeiros é fundamental. Isso é exemplificado nos dois pilares do Gasto de Capital (CAPEX) e do Gasto Operacional (OPEX).

Neste artigo, vamos explorar a fundo essas questões financeiras, destacando sua importância, diferenças e implicações na gestão moderna da manutenção.

O papel fundamental do CAPEX e OPEX

Cada ativo industrial possui um ciclo de vida, seja uma máquina CNC de última geração ou uma turbina com décadas de existência. Esse ciclo abrange a aquisição, operacionalização, manutenção, atualização e eventual retirada. É nesse ponto que os conceitos de CAPEX e OPEX se tornam essenciais para a gestão eficiente nesse ciclo de vida.

Entender a alocação e a utilização diferenciadas de fundos para o CAPEX e OPEX garante:

  • Longevidade estratégica: Protegendo a durabilidade e relevância da organização em um cenário competitivo.

  • Excelência operacional: Garantindo que os ativos operem sempre nos níveis máximos de desempenho.

  • Responsabilidade fiscal: Otimizando os recursos financeiros enquanto se cumprem as normas contábeis e fiscais.

CAPEX - Despesas de Capital

Também conhecido como gastos de capital, referem-se a desembolsos significativos realizados com a expectativa de um benefício futuro. No mundo da gestão de ativos, o CAPEX frequentemente se manifesta como:

  • Aquisição de ativos: Custos relacionados à obtenção de novas máquinas ou infraestrutura novas.

  • Grandes revisões: Atualizações significativas que estendem a vida útil de um ativo ou aumentam seu valor.

  • Investimentos tecnológicos: Incorporação de tecnologias, como sensores IoT, plataformas de gestão de indicadores ou ferramentas de manutenção preditiva impulsionadas por IA.

Implicações do CAPEX na manutenção

Os investimentos iniciais em equipamentos, máquinas e infraestrutura se enquadram no CAPEX. Isso implica avaliações técnicas detalhadas para selecionar o equipamento adequado, o que afeta diretamente os custos e necessidades futuras de manutenção. Além disso, a decisão de investir em tecnologias de monitoramento de condições ou em sistemas avançados de manutenção preditiva também é considerada um gasto de capital.

Por outro lado, as decisões sobre substituir um ativo ou prosseguir com grandes revisões são tomadas com base na análise do CAPEX. Se o custo de reparo ou atualização de um equipamento exceder um determinado percentual do investimento necessário para um equipamento novo, pode ser mais prudente financeiramente adquirir um novo equipamento.

É importante ressaltar que quando uma empresa investe em um ativo de longo prazo sob o CAPEX, esse ativo sofre depreciação ao longo do tempo. A depreciação se refere ao processo contábil de distribuir o custo de um ativo tangível ao longo de sua vida útil.

A estratégia de manutenção pode influenciar a velocidade com que um ativo se deprecia. Por exemplo, um bom programa de manutenção pode prolongar a vida útil de um ativo, afetando, assim, as taxas e métodos de depreciação.

Por fim, os investimentos de CAPEX são avaliados com base em seu retorno de investimento. Se um novo ativo é adquirido, se espera que gere um certo retorno, seja em eficiência, redução de custos operacionais ou capacidade de produção. A manutenção tem um papel crucial nesse contexto, já que um ativo bem cuidado tem maiores chances de atingir ou superar as expectativas previstas de retorno do investimento.

OPEX - Despesas Operacionais

Os Gastos Operacionais representam os custos diários para executar e manter as operações dentro de uma organização. Dentro da gestão da manutenção, o OPEX abrange:

Implicações do OPEX na manutenção

Dentro do planejamento e programação de manutenção, o OPEX cobre as tarefas regulares de manutenção, desde as preventivas até as corretivas. Este investimento recorrente garante que os equipamentos sejam mantidos em boas condições e que os tempos de inatividade não planejados sejam minimizados.

Também influencia nas decisões sobre quais tarefas de manutenção devem ser realizadas internamente e quais podem ser terceirizadas, impactando diretamente a estrutura de custos.

Outras implicações relacionadas às despesas operacionais incluem:

  • Recursos Humanos e treinamento: Desde salários até treinamento, estão incluídos no OPEX. Um investimento adequado aqui garante que a equipe esteja bem treinada para lidar com problemas complexos.

  • Consumíveis e peças de reposição: O estoque de peças de reposição e consumíveis, como lubrificantes, selos e filtros, é financiado pelo OPEX. Uma gestão eficaz do inventário é crucial para garantir que os componentes críticos estejam disponíveis quando necessário, evitando paradas prolongadas.

  • Ferramentas e equipamentos menores: As ferramentas que não têm uma vida útil prolongada e se desgastam ou são consumidas em um período mais curto geralmente são adquiridas com fundos do OPEX.

  • Software e sistemas: As licenças e assinaturas de software, como CMMS, são cobertos pelo OPEX. Essas ferramentas são essenciais para programar, rastrear e analisar tarefas de manutenção.

  • Impacto financeiro e estratégico: As decisões sobre o quanto gastar em OPEX em comparação com CAPEX podem ter implicações fiscais. Enquanto os gastos de capital (CAPEX) são amortizados ao longo do tempo, os gastos operacionais (OPEX) são deduzidos no ano fiscal em que são incorridos.

Uma gestão eficiente do OPEX pode melhorar o desempenho operacional e a rentabilidade a curto prazo. No entanto, uma redução drástica do OPEX em manutenção pode causar mais problemas a longo prazo se os equipamentos não receberem o cuidado adequado.

Comparação entre CAPEX e OPEX

Na gestão de ativos, o debate entre CAPEX e OPEX não se trata de superioridade, mas de sinergia. Cada um desempenha um papel único:

  • Relatórios financeiros: Enquanto o CAPEX influencia o balanço patrimonial através do valor do ativo e da depreciação, o OPEX impacta diretamente o demonstrativo de resultados.

  • Ciclos orçamentários: O CAPEX frequentemente implica na criação de um orçamento para vários anos, considerando a natureza de longo prazo dos ativos, enquanto o OPEX requer um planejamento anual ou até mesmo trimestral, refletindo as necessidades operacionais.

comparativo-capex-vs-opex-pt-br-rrss (1)

CAPEX e OPEX na prática

Abaixo, um exemplo prático de como o CAPEX e OPEX são aplicados na gestão da manutenção:

CAPEX na manutenção

Numa empresa chamada "AutoMach Industria", foi decidido expandir as capacidades de produção para atender à crescente demanda. Para isso, eles planejam comprar uma nova máquina CNC (Controle Numérico Computadorizado) de última geração.

  • Despesas de Capital: A empresa gasta $500.000 para adquirir a máquina CNC. Este é um investimento único destinado a trazer benefícios ao longo de vários anos. É categorizado como CAPEX.

  • Instalação e configuração: $50.000 para instalar e integrar a máquina na linha de produção existente.

  • Treinamento: A AutoMach gasta $10.000 em um programa de treinamento especializado para garantir que seus técnicos estejam bem preparados para operar a nova máquina.

  • Depreciação: A máquina CNC tem uma vida útil esperada de 10 anos. A AutoMach decide usar a depreciação linear. Portanto, eles depreciam $55.000 (preço de compra de $500.000 dividido por 10 anos) do valor da máquina anualmente em seu balanço.

OPEX na manutenção

Agora, vamos ver os custos operacionais associados à manutenção desta máquina CNC anualmente.

  • Manutenção rotineira: A AutoMach programa revisões de manutenção trimestrais para garantir o funcionamento da máquina. Cada revisão custa $2.000 em mão de obra, peças e materiais consumíveis. Anualmente, isso totaliza $8.000.

  • Serviços públicos: A máquina CNC consome eletricidade no valor de $12.000 por ano.

  • Licença de software: A máquina opera com um software especializado que requer uma renovação anual de licença com um custo de $3.000.

  • Reparos de emergência: Devido aos imprevistos, a máquina sofre uma falha uma vez durante o ano. O reparo de emergência, incluindo mão de obra e peças de reposição, custa $6.000

  • Salários dos operadores: Dois operadores qualificados são contratados para gerenciar a máquina em turnos. Seus salários anuais combinados totalizam $80.000.

Considerando todos os custos OPEX, a AutoMach gasta $109.000 anualmente para operar e manter a máquina CNC.

Do ponto de vista do CAPEX, o investimento inicial da AutoMach na máquina CNC, incluindo compra, configuração e treinamento, foi de $560.000. Este gasto de capital fornecerá valor durante a vida útil esperada da máquina e será depreciado ao longo do tempo no balanço da empresa.

Por outro lado, o OPEX oferece uma visão clara dos custos anuais recorrentes, que somam $109.000, associados à operação e manutenção da máquina. Esses gastos operacionais afetam diretamente o demonstrativo de resultados da empresa e exigem um planejamento e alocação de orçamento meticulosos.

Na gestão da manutenção, entender as diferenças entre CAPEX e OPEX não apenas dita a estratégia financeira, mas também a excelência operacional. Um entendimento sólido desses gastos garante que os ativos sejam adquiridos com sabedoria, mantidos cuidadosamente, atualizados em tempo hábil e, o mais importante, proporcionem valor de forma constante.

Conheça o Fracttal One

Obtenha controle absoluto da sua gestão de manutenção

Com o Fracttal One, sua equipe desfruta de verdadeira mobilidade, integrações seguras com qualquer software, ampla compatibilidade com sensores IoT e automação inteligente.

Conheça o Fracttal One

Obtenha controle absoluto da sua gestão de manutenção

Com o Fracttal One, sua equipe desfruta de verdadeira mobilidade, integrações seguras com qualquer software, ampla compatibilidade com sensores IoT e automação inteligente.
arrow_back

Capex e Opex na gestão da manutenção

No amplo campo da gestão de ativos industriais, entender os gastos financeiros é fundamental. Isso é exemplificado nos dois pilares do Gasto de Capital (CAPEX) e do Gasto Operacional (OPEX).

Neste artigo, vamos explorar a fundo essas questões financeiras, destacando sua importância, diferenças e implicações na gestão moderna da manutenção.

O papel fundamental do CAPEX e OPEX

Cada ativo industrial possui um ciclo de vida, seja uma máquina CNC de última geração ou uma turbina com décadas de existência. Esse ciclo abrange a aquisição, operacionalização, manutenção, atualização e eventual retirada. É nesse ponto que os conceitos de CAPEX e OPEX se tornam essenciais para a gestão eficiente nesse ciclo de vida.

Entender a alocação e a utilização diferenciadas de fundos para o CAPEX e OPEX garante:

  • Longevidade estratégica: Protegendo a durabilidade e relevância da organização em um cenário competitivo.

  • Excelência operacional: Garantindo que os ativos operem sempre nos níveis máximos de desempenho.

  • Responsabilidade fiscal: Otimizando os recursos financeiros enquanto se cumprem as normas contábeis e fiscais.

CAPEX - Despesas de Capital

Também conhecido como gastos de capital, referem-se a desembolsos significativos realizados com a expectativa de um benefício futuro. No mundo da gestão de ativos, o CAPEX frequentemente se manifesta como:

  • Aquisição de ativos: Custos relacionados à obtenção de novas máquinas ou infraestrutura novas.

  • Grandes revisões: Atualizações significativas que estendem a vida útil de um ativo ou aumentam seu valor.

  • Investimentos tecnológicos: Incorporação de tecnologias, como sensores IoT, plataformas de gestão de indicadores ou ferramentas de manutenção preditiva impulsionadas por IA.

Implicações do CAPEX na manutenção

Os investimentos iniciais em equipamentos, máquinas e infraestrutura se enquadram no CAPEX. Isso implica avaliações técnicas detalhadas para selecionar o equipamento adequado, o que afeta diretamente os custos e necessidades futuras de manutenção. Além disso, a decisão de investir em tecnologias de monitoramento de condições ou em sistemas avançados de manutenção preditiva também é considerada um gasto de capital.

Por outro lado, as decisões sobre substituir um ativo ou prosseguir com grandes revisões são tomadas com base na análise do CAPEX. Se o custo de reparo ou atualização de um equipamento exceder um determinado percentual do investimento necessário para um equipamento novo, pode ser mais prudente financeiramente adquirir um novo equipamento.

É importante ressaltar que quando uma empresa investe em um ativo de longo prazo sob o CAPEX, esse ativo sofre depreciação ao longo do tempo. A depreciação se refere ao processo contábil de distribuir o custo de um ativo tangível ao longo de sua vida útil.

A estratégia de manutenção pode influenciar a velocidade com que um ativo se deprecia. Por exemplo, um bom programa de manutenção pode prolongar a vida útil de um ativo, afetando, assim, as taxas e métodos de depreciação.

Por fim, os investimentos de CAPEX são avaliados com base em seu retorno de investimento. Se um novo ativo é adquirido, se espera que gere um certo retorno, seja em eficiência, redução de custos operacionais ou capacidade de produção. A manutenção tem um papel crucial nesse contexto, já que um ativo bem cuidado tem maiores chances de atingir ou superar as expectativas previstas de retorno do investimento.

OPEX - Despesas Operacionais

Os Gastos Operacionais representam os custos diários para executar e manter as operações dentro de uma organização. Dentro da gestão da manutenção, o OPEX abrange:

Implicações do OPEX na manutenção

Dentro do planejamento e programação de manutenção, o OPEX cobre as tarefas regulares de manutenção, desde as preventivas até as corretivas. Este investimento recorrente garante que os equipamentos sejam mantidos em boas condições e que os tempos de inatividade não planejados sejam minimizados.

Também influencia nas decisões sobre quais tarefas de manutenção devem ser realizadas internamente e quais podem ser terceirizadas, impactando diretamente a estrutura de custos.

Outras implicações relacionadas às despesas operacionais incluem:

  • Recursos Humanos e treinamento: Desde salários até treinamento, estão incluídos no OPEX. Um investimento adequado aqui garante que a equipe esteja bem treinada para lidar com problemas complexos.

  • Consumíveis e peças de reposição: O estoque de peças de reposição e consumíveis, como lubrificantes, selos e filtros, é financiado pelo OPEX. Uma gestão eficaz do inventário é crucial para garantir que os componentes críticos estejam disponíveis quando necessário, evitando paradas prolongadas.

  • Ferramentas e equipamentos menores: As ferramentas que não têm uma vida útil prolongada e se desgastam ou são consumidas em um período mais curto geralmente são adquiridas com fundos do OPEX.

  • Software e sistemas: As licenças e assinaturas de software, como CMMS, são cobertos pelo OPEX. Essas ferramentas são essenciais para programar, rastrear e analisar tarefas de manutenção.

  • Impacto financeiro e estratégico: As decisões sobre o quanto gastar em OPEX em comparação com CAPEX podem ter implicações fiscais. Enquanto os gastos de capital (CAPEX) são amortizados ao longo do tempo, os gastos operacionais (OPEX) são deduzidos no ano fiscal em que são incorridos.

Uma gestão eficiente do OPEX pode melhorar o desempenho operacional e a rentabilidade a curto prazo. No entanto, uma redução drástica do OPEX em manutenção pode causar mais problemas a longo prazo se os equipamentos não receberem o cuidado adequado.

Comparação entre CAPEX e OPEX

Na gestão de ativos, o debate entre CAPEX e OPEX não se trata de superioridade, mas de sinergia. Cada um desempenha um papel único:

  • Relatórios financeiros: Enquanto o CAPEX influencia o balanço patrimonial através do valor do ativo e da depreciação, o OPEX impacta diretamente o demonstrativo de resultados.

  • Ciclos orçamentários: O CAPEX frequentemente implica na criação de um orçamento para vários anos, considerando a natureza de longo prazo dos ativos, enquanto o OPEX requer um planejamento anual ou até mesmo trimestral, refletindo as necessidades operacionais.

comparativo-capex-vs-opex-pt-br-rrss (1)

CAPEX e OPEX na prática

Abaixo, um exemplo prático de como o CAPEX e OPEX são aplicados na gestão da manutenção:

CAPEX na manutenção

Numa empresa chamada "AutoMach Industria", foi decidido expandir as capacidades de produção para atender à crescente demanda. Para isso, eles planejam comprar uma nova máquina CNC (Controle Numérico Computadorizado) de última geração.

  • Despesas de Capital: A empresa gasta $500.000 para adquirir a máquina CNC. Este é um investimento único destinado a trazer benefícios ao longo de vários anos. É categorizado como CAPEX.

  • Instalação e configuração: $50.000 para instalar e integrar a máquina na linha de produção existente.

  • Treinamento: A AutoMach gasta $10.000 em um programa de treinamento especializado para garantir que seus técnicos estejam bem preparados para operar a nova máquina.

  • Depreciação: A máquina CNC tem uma vida útil esperada de 10 anos. A AutoMach decide usar a depreciação linear. Portanto, eles depreciam $55.000 (preço de compra de $500.000 dividido por 10 anos) do valor da máquina anualmente em seu balanço.

OPEX na manutenção

Agora, vamos ver os custos operacionais associados à manutenção desta máquina CNC anualmente.

  • Manutenção rotineira: A AutoMach programa revisões de manutenção trimestrais para garantir o funcionamento da máquina. Cada revisão custa $2.000 em mão de obra, peças e materiais consumíveis. Anualmente, isso totaliza $8.000.

  • Serviços públicos: A máquina CNC consome eletricidade no valor de $12.000 por ano.

  • Licença de software: A máquina opera com um software especializado que requer uma renovação anual de licença com um custo de $3.000.

  • Reparos de emergência: Devido aos imprevistos, a máquina sofre uma falha uma vez durante o ano. O reparo de emergência, incluindo mão de obra e peças de reposição, custa $6.000

  • Salários dos operadores: Dois operadores qualificados são contratados para gerenciar a máquina em turnos. Seus salários anuais combinados totalizam $80.000.

Considerando todos os custos OPEX, a AutoMach gasta $109.000 anualmente para operar e manter a máquina CNC.

Do ponto de vista do CAPEX, o investimento inicial da AutoMach na máquina CNC, incluindo compra, configuração e treinamento, foi de $560.000. Este gasto de capital fornecerá valor durante a vida útil esperada da máquina e será depreciado ao longo do tempo no balanço da empresa.

Por outro lado, o OPEX oferece uma visão clara dos custos anuais recorrentes, que somam $109.000, associados à operação e manutenção da máquina. Esses gastos operacionais afetam diretamente o demonstrativo de resultados da empresa e exigem um planejamento e alocação de orçamento meticulosos.

Na gestão da manutenção, entender as diferenças entre CAPEX e OPEX não apenas dita a estratégia financeira, mas também a excelência operacional. Um entendimento sólido desses gastos garante que os ativos sejam adquiridos com sabedoria, mantidos cuidadosamente, atualizados em tempo hábil e, o mais importante, proporcionem valor de forma constante.

Conheça o Fracttal One

Obtenha controle absoluto da sua gestão de manutenção

Com o Fracttal One, sua equipe desfruta de verdadeira mobilidade, integrações seguras com qualquer software, ampla compatibilidade com sensores IoT e automação inteligente.

Conheça o Fracttal One

Obtenha controle absoluto da sua gestão de manutenção

Com o Fracttal One, sua equipe desfruta de verdadeira mobilidade, integrações seguras com qualquer software, ampla compatibilidade com sensores IoT e automação inteligente.