arrow_back

As implicações da gestão de ativos e manutenção

A gestão de ativos e manutenção é um componente essencial para o bom funcionamento de qualquer empresa.

Essa atividade ajuda a controlar os riscos associados aos ativos da organização ao longo do ciclo de vida, permitindo a manutenção do bom desenvolvimento das atividades, mas também beneficia toda a cultura empresarial, demonstrando responsabilidade para com os colaboradores e o meio ambiente. Com isso dito, vamos ver quais as implicâncias da gestão de ativos e manutenção.

O que é gestão de ativos e manutenção?

Podemos ver como a série de atividades coordenadas que devemos executar para obter o valor máximo dos ativos físicos. Mais especificamente, é o gerenciamento ideal do ciclo de vida dos ativos para atingir os objetivos de negócios de forma sustentável.

Por exemplo, uma organização pode ter equipamentos, veículos, máquinas e uma miríade de ativos. Em uma empresa de transporte, é importante conhecer os riscos a que os veículos estão sujeitos para dar-lhes o devido atendimento. Se não prestarmos atenção a isso, podemos encurtar a vida útil dos veículos e até mesmo colocar a frota de veículos fora de circulação, causando uma paralisação forçada das atividades.

A gestão de ativos, neste caso, não está focada no ativo em si, mas no valor que o ativo pode nos trazer ao longo de sua vida útil (da incorporação ao desinvestimento), e isso também depende da natureza do ativo e da finalidade de nossa organização.


Em que a gestão de ativos e manutenção implica em uma empresa?

Já deveríamos ter uma ideia da sua importância, mas entrando em detalhes, uma boa gestão de ativos nos permite:

  • Manter uma atualização real e constante sobre o estado dos recursos estratégicos da empresa;
  • Reduzir o número de quebras em fábricas e equipamentos, evitando a interrupção do ciclo produtivo;
  • Reduzir o tempo e os custos de manutenção em todo o ciclo de vida dos ativos, atendendo em tempo hábil, antes que exijam um maior investimento;
  • Manter a empresa em ótimas condições para operar;
  • Prolongar a vida útil dos recursos de forma confiável, segura e econômica.

implicancias_2_2

Chaves para melhorar a gestão de ativos e manutenção

Uma das melhores maneiras de cuidar de nossos ativos é compreender e aproveitar as diferentes tipos de manutenção

  • Primeiro temos a manutenção da conservação, que consiste em repor o desgaste sofrido pelos recursos ao longo do tempo. A manutenção de conservação pode ser corretiva (quando corrigimos uma falha após sua ocorrência) ou preventiva.

  • Queremos focar na manutenção preventiva, pois dessa forma nos antecipamos a danos futuros que os bens possam vir a ocorrer, estendendo sua vida útil. Essas manutenções podem ser programadas, preditivas ou oportuna.

  • Depois, temos a manutenção de atualização, que consiste em fazer os investimentos necessários em face da obsolescência.

Para ajudar no protocolo de manutenção do seu negócio, a Fracttal permite otimizar as operações, priorizando a manutenção preventiva. Seu sistema se conecta a qualquer dispositivo ERP e IOT para automatizar processos e gerenciar equipes de trabalho, fornecedores e clientes. Saiba mais sobre Fracttal aqui!