Gestão de custos logísticos: principais tipos e sua importância

Uma boa gestão de custos logísticos desempenha um papel crucial para garantir que a empresa consiga manter sua competitividade e rentabilidade em um mercado que está cada vez mais competitivo.

Por isso, ter uma abordagem estratégica em relação às suas operações é muito importante, pois estas representam uma parcela significativa dos custos totais do negócio, incluindo transporte, manutenção,  armazenagem, gestão de estoques, multas e processamento de pedidos.

Não ter um bom controle desses custos pode resultar em prejuízos, perda de competitividade e insatisfação dos clientes. 

Por esses e outros motivos, manter uma gestão de custos logísticos organizada é fundamental para assegurar a eficiência dos processos e alcançar resultados positivos. 

Neste artigo, vamos apresentar como fazer uma boa gestão, que não só contribuirá para a eficiência operacional, mas também abrirá caminho para que a empresa seja competitiva no mercado.

O que é gestão de custos logísticos?

A gestão de custos logísticos é uma abordagem que permite controlar e otimizar os custos associados às atividades logísticas de uma empresa. 

Ela envolve o planejamento, monitoramento e controle dos gastos relacionados ao transporte, armazenamento, manuseio de materiais, processamento de pedidos e outras atividades que envolvem o setor.

A logística tem um papel crucial na cadeia de suprimentos, e os custos associados a essas operações podem representar uma parcela significativa dos custos totais de uma empresa ou que poderá até ser repassado para o consumidor final. 

Portanto, a gestão de custos logísticos ajuda a maximizar a eficiência da operação, reduzindo desperdícios e melhorando a rentabilidade, o que manterá, ao mesmo tempo, a qualidade e a eficácia do serviço ao cliente.

Alguns dos fatores da gestão de custos logísticos incluem:

Transporte: Isso vai envolver a escolha de transporte utilizados pela frota, negociação de tarifas, otimização de rotas e vários outros pontos.

Armazenamento: Inclui a gestão eficiente de estoques, como a escolha adequada de instalações de armazenamento, minimizar custos de manuseio de materiais e a redução de custos de armazenagem.

Processamento de Pedidos: Envolve a otimização dos processos para reduzir o tempo e os custos associados ao processamento de pedidos, desde a entrada do pedido até a entrega final.

A gestão de custos logísticos é muito importante para que qualquer empresa que possua uma frota própria ou quem faz parte da cadeia de suprimentos e, por esse motivo, os gastos que cada empresa possui sejam variados.

Ao otimizar os custos logísticos, as empresas podem melhorar sua competitividade e oferecer um melhor valor aos clientes.

Qual a importância da gestão de custos logísticos?

A gestão de custos logísticos impacta diretamente na competitividade e rentabilidade do negócio, que é importante para que a empresa consiga ter um bom funcionamento e que seja interessante para o cliente.

Ao administrar os custos associados a atividades logísticas, como transporte, manutenção preventiva e tecnologia da informação, as empresas podem otimizar diversas outras operações, reduzindo custos financeiros e melhorando os serviços oferecidos.

A eficiência na gestão de custos logísticos permite que as empresas consigam oferecer preços competitivos, enfrentar desafios relacionados ao aumento dos custos de transporte e manter margens de lucro saudáveis.

Além disso, uma gestão eficaz contribui para minimizar erros nos processos logísticos, isso evita a insatisfação dos clientes devido a atrasos ou falhas na entrega, e promove uma cadeia de suprimentos mais ágil e flexível.

Com a crescente modernização das operações logísticas, esse tipo de gestão também se torna essencial para antecipar e adaptar-se a mudanças, mitigar riscos e aproveitar oportunidades estratégicas.

Quais são os principais custos logísticos?

Os principais custos logísticos podem variar dependendo do tipo de negócio, da cadeia de suprimentos e das operações específicas de uma empresa. No entanto, geralmente incluem:

Custos de transporte

Os gastos associados ao movimento de mercadorias de um ponto a outro são bem altos, seja por via terrestre, marítima, aérea ou ferroviária. Isso inclui frete, combustível, manutenção de veículos, entre outros. 

Por esse motivo, é extremamente essencial que tenha um bom controle de todos esses custos existentes para que evite desperdícios ou prejuízos.

Custos de armazenagem

Guardar mercadorias em armazéns também não é nada barato, você precisa arcar com aluguel de espaço, mão de obra para gestão de estoques, custos de manuseio de materiais, segurança, entre outros.

E grande parte das empresas logísticas tem esse custo por precisar armazenar suas mercadorias, por isso o controle dos gastos é bem importante.

Custos de inventário

Envolvem os custos associados à manutenção de níveis de estoque, como oportunidade de custo de capital, seguros, depreciação, obsolescência e custos de armazenagem.

Custos de processamento de pedidos

Esses referem-se às despesas relacionadas ao recebimento, processamento e preparação de pedidos, incluindo custos de mão de obra, tecnologia da informação e embalagem.

Custos de tecnologia da informação (TI)

Relativos aos investimentos em sistemas de informação e tecnologia para melhorar a eficiência operacional, rastreamento de produtos, gerenciamento de inventário e processamento de pedidos.

Custos de administração e planejamento logístico

Custos associados à gestão estratégica da cadeia de suprimentos, como planejamento, coordenação, negociações com fornecedores e gerenciamento de relacionamento com clientes são custos que a maioria das empresas tem e, em sua maioria, são bem altos.

Custos de manutenção preventiva

Quando uma empresa possui uma frota própria de veículos, a mesma deve cobrir despesas de manutenção preventiva, isso faz com que os veículos tenham mais controle e, assim, evitem ficar parados gerando prejuízos para a empresa.

Isso é tudo que uma empresa não quer, portanto, para ter sua operação andando e funcionando adequadamente, um bom controle é necessário. 

Esse controle você consegue através de softwares especializados em manutenção preventiva e emissão automática de OS, te dando muito mais praticidade no dia a dia.

Gastos com multas

Poucas empresas dão a devida atenção a isso, mas as multas dão um gasto gigantesco para as empresas.

Para que a mesma possa economizar, a mesma deve fazer uma boa gestão de multas, assim, terá um controle melhor das multas e até a possibilidade de pagar antecipadamente, o que permite descontos de até 40%.

Uma gestão de multas bem feita faz o uso de um software especializado, isso faz com que as multas cheguem automaticamente no sistema e facilita muito o dia a dia do gestor, algumas possibilitam até mesmo o pagamento direto da plataforma, não havendo a necessidade de entrar em diversos sites diferentes.

O que é necessário para uma gestão de custos eficiente?

Implantar uma gestão de custos logísticos eficaz demanda planejamento e organização. 

De início, é crucial estudar a estrutura de custos, distinguindo entre custos fixos e variáveis que você possui na logística da sua empresa.

Com essa análise em mãos, o próximo passo envolve a classificação, identificando os custos que têm maior impacto no orçamento.

Essa classificação pode ser feita da seguinte forma: 

  • A - gastos que representam 50% do orçamento; 
  • B - gastos que representam 30% do orçamento;
  • C - gastos que representam 20% do orçamento.

Essa metodologia vai permitir que a empresa concentre seus esforços na redução dos custos mais substanciais, ao invés de dispensar recursos em áreas de menor relevância.

Para que você possa alcançar essa eficiência, é crucial mapear todos os processos logísticos, compreendendo detalhadamente seus fluxos.

Com isso, é possível garantir uma padronização, que é o resultado desse mapeamento, e que contribuirá para uma gestão mais otimizada.

A análise do fluxo de trabalho é essencial para identificar pontos críticos e oportunidades de implementação de tecnologia, como sistemas de emissão de OS e gestão de multas, que são aliados valiosos para automatizar processos, reduzir erros e aumentar a eficiência operacional.

Ao controlar esses custos, é importante analisar se os custos atuais são realmente necessários para o bom funcionamento da sua frota, identificando áreas de melhoria sem comprometer o funcionamento do processo logístico.

Também é fundamental estabelecer métricas, como tempo de ciclo, taxa de entrega pontual e custo total da operação, facilitando a análise e acompanhamento.

A importância da tecnologia no processo

Você já deve ter imaginado que realizar todo esse processo demanda tempo, e é nesse momento que a modernização pode ajudar.

Utilizar novas tecnologias e sistemas é extremamente importante para que o gestor de frotas possa economizar tempo e dinheiro.

O mais comum é que, ao usar processos manuais, estes demandem muito tempo, muitas vezes exigindo uma pessoa específica para cada tarefa na empresa, quando você poderia aproveitar essa mesma pessoa para outras atividades.

Ao utilizar tecnologias, é possível tornar os processos muito mais ágeis em sua empresa e ainda gerar economia de dinheiro.

Sobre a empresa

Frota 162

A plataforma da Frota 162 é feita para empresas que precisam melhorar a gestão e diminuir a burocracia nas suas frotas.

Sobre a empresa

Frota 162

A plataforma da Frota 162 é feita para empresas que precisam melhorar a gestão e diminuir a burocracia nas suas frotas.

arrow_back

Gestão de custos logísticos: principais tipos e sua importância

Uma boa gestão de custos logísticos desempenha um papel crucial para garantir que a empresa consiga manter sua competitividade e rentabilidade em um mercado que está cada vez mais competitivo.

Por isso, ter uma abordagem estratégica em relação às suas operações é muito importante, pois estas representam uma parcela significativa dos custos totais do negócio, incluindo transporte, manutenção,  armazenagem, gestão de estoques, multas e processamento de pedidos.

Não ter um bom controle desses custos pode resultar em prejuízos, perda de competitividade e insatisfação dos clientes. 

Por esses e outros motivos, manter uma gestão de custos logísticos organizada é fundamental para assegurar a eficiência dos processos e alcançar resultados positivos. 

Neste artigo, vamos apresentar como fazer uma boa gestão, que não só contribuirá para a eficiência operacional, mas também abrirá caminho para que a empresa seja competitiva no mercado.

O que é gestão de custos logísticos?

A gestão de custos logísticos é uma abordagem que permite controlar e otimizar os custos associados às atividades logísticas de uma empresa. 

Ela envolve o planejamento, monitoramento e controle dos gastos relacionados ao transporte, armazenamento, manuseio de materiais, processamento de pedidos e outras atividades que envolvem o setor.

A logística tem um papel crucial na cadeia de suprimentos, e os custos associados a essas operações podem representar uma parcela significativa dos custos totais de uma empresa ou que poderá até ser repassado para o consumidor final. 

Portanto, a gestão de custos logísticos ajuda a maximizar a eficiência da operação, reduzindo desperdícios e melhorando a rentabilidade, o que manterá, ao mesmo tempo, a qualidade e a eficácia do serviço ao cliente.

Alguns dos fatores da gestão de custos logísticos incluem:

Transporte: Isso vai envolver a escolha de transporte utilizados pela frota, negociação de tarifas, otimização de rotas e vários outros pontos.

Armazenamento: Inclui a gestão eficiente de estoques, como a escolha adequada de instalações de armazenamento, minimizar custos de manuseio de materiais e a redução de custos de armazenagem.

Processamento de Pedidos: Envolve a otimização dos processos para reduzir o tempo e os custos associados ao processamento de pedidos, desde a entrada do pedido até a entrega final.

A gestão de custos logísticos é muito importante para que qualquer empresa que possua uma frota própria ou quem faz parte da cadeia de suprimentos e, por esse motivo, os gastos que cada empresa possui sejam variados.

Ao otimizar os custos logísticos, as empresas podem melhorar sua competitividade e oferecer um melhor valor aos clientes.

Qual a importância da gestão de custos logísticos?

A gestão de custos logísticos impacta diretamente na competitividade e rentabilidade do negócio, que é importante para que a empresa consiga ter um bom funcionamento e que seja interessante para o cliente.

Ao administrar os custos associados a atividades logísticas, como transporte, manutenção preventiva e tecnologia da informação, as empresas podem otimizar diversas outras operações, reduzindo custos financeiros e melhorando os serviços oferecidos.

A eficiência na gestão de custos logísticos permite que as empresas consigam oferecer preços competitivos, enfrentar desafios relacionados ao aumento dos custos de transporte e manter margens de lucro saudáveis.

Além disso, uma gestão eficaz contribui para minimizar erros nos processos logísticos, isso evita a insatisfação dos clientes devido a atrasos ou falhas na entrega, e promove uma cadeia de suprimentos mais ágil e flexível.

Com a crescente modernização das operações logísticas, esse tipo de gestão também se torna essencial para antecipar e adaptar-se a mudanças, mitigar riscos e aproveitar oportunidades estratégicas.

Quais são os principais custos logísticos?

Os principais custos logísticos podem variar dependendo do tipo de negócio, da cadeia de suprimentos e das operações específicas de uma empresa. No entanto, geralmente incluem:

Custos de transporte

Os gastos associados ao movimento de mercadorias de um ponto a outro são bem altos, seja por via terrestre, marítima, aérea ou ferroviária. Isso inclui frete, combustível, manutenção de veículos, entre outros. 

Por esse motivo, é extremamente essencial que tenha um bom controle de todos esses custos existentes para que evite desperdícios ou prejuízos.

Custos de armazenagem

Guardar mercadorias em armazéns também não é nada barato, você precisa arcar com aluguel de espaço, mão de obra para gestão de estoques, custos de manuseio de materiais, segurança, entre outros.

E grande parte das empresas logísticas tem esse custo por precisar armazenar suas mercadorias, por isso o controle dos gastos é bem importante.

Custos de inventário

Envolvem os custos associados à manutenção de níveis de estoque, como oportunidade de custo de capital, seguros, depreciação, obsolescência e custos de armazenagem.

Custos de processamento de pedidos

Esses referem-se às despesas relacionadas ao recebimento, processamento e preparação de pedidos, incluindo custos de mão de obra, tecnologia da informação e embalagem.

Custos de tecnologia da informação (TI)

Relativos aos investimentos em sistemas de informação e tecnologia para melhorar a eficiência operacional, rastreamento de produtos, gerenciamento de inventário e processamento de pedidos.

Custos de administração e planejamento logístico

Custos associados à gestão estratégica da cadeia de suprimentos, como planejamento, coordenação, negociações com fornecedores e gerenciamento de relacionamento com clientes são custos que a maioria das empresas tem e, em sua maioria, são bem altos.

Custos de manutenção preventiva

Quando uma empresa possui uma frota própria de veículos, a mesma deve cobrir despesas de manutenção preventiva, isso faz com que os veículos tenham mais controle e, assim, evitem ficar parados gerando prejuízos para a empresa.

Isso é tudo que uma empresa não quer, portanto, para ter sua operação andando e funcionando adequadamente, um bom controle é necessário. 

Esse controle você consegue através de softwares especializados em manutenção preventiva e emissão automática de OS, te dando muito mais praticidade no dia a dia.

Gastos com multas

Poucas empresas dão a devida atenção a isso, mas as multas dão um gasto gigantesco para as empresas.

Para que a mesma possa economizar, a mesma deve fazer uma boa gestão de multas, assim, terá um controle melhor das multas e até a possibilidade de pagar antecipadamente, o que permite descontos de até 40%.

Uma gestão de multas bem feita faz o uso de um software especializado, isso faz com que as multas cheguem automaticamente no sistema e facilita muito o dia a dia do gestor, algumas possibilitam até mesmo o pagamento direto da plataforma, não havendo a necessidade de entrar em diversos sites diferentes.

O que é necessário para uma gestão de custos eficiente?

Implantar uma gestão de custos logísticos eficaz demanda planejamento e organização. 

De início, é crucial estudar a estrutura de custos, distinguindo entre custos fixos e variáveis que você possui na logística da sua empresa.

Com essa análise em mãos, o próximo passo envolve a classificação, identificando os custos que têm maior impacto no orçamento.

Essa classificação pode ser feita da seguinte forma: 

  • A - gastos que representam 50% do orçamento; 
  • B - gastos que representam 30% do orçamento;
  • C - gastos que representam 20% do orçamento.

Essa metodologia vai permitir que a empresa concentre seus esforços na redução dos custos mais substanciais, ao invés de dispensar recursos em áreas de menor relevância.

Para que você possa alcançar essa eficiência, é crucial mapear todos os processos logísticos, compreendendo detalhadamente seus fluxos.

Com isso, é possível garantir uma padronização, que é o resultado desse mapeamento, e que contribuirá para uma gestão mais otimizada.

A análise do fluxo de trabalho é essencial para identificar pontos críticos e oportunidades de implementação de tecnologia, como sistemas de emissão de OS e gestão de multas, que são aliados valiosos para automatizar processos, reduzir erros e aumentar a eficiência operacional.

Ao controlar esses custos, é importante analisar se os custos atuais são realmente necessários para o bom funcionamento da sua frota, identificando áreas de melhoria sem comprometer o funcionamento do processo logístico.

Também é fundamental estabelecer métricas, como tempo de ciclo, taxa de entrega pontual e custo total da operação, facilitando a análise e acompanhamento.

A importância da tecnologia no processo

Você já deve ter imaginado que realizar todo esse processo demanda tempo, e é nesse momento que a modernização pode ajudar.

Utilizar novas tecnologias e sistemas é extremamente importante para que o gestor de frotas possa economizar tempo e dinheiro.

O mais comum é que, ao usar processos manuais, estes demandem muito tempo, muitas vezes exigindo uma pessoa específica para cada tarefa na empresa, quando você poderia aproveitar essa mesma pessoa para outras atividades.

Ao utilizar tecnologias, é possível tornar os processos muito mais ágeis em sua empresa e ainda gerar economia de dinheiro.

Sobre a empresa

Frota 162

A plataforma da Frota 162 é feita para empresas que precisam melhorar a gestão e diminuir a burocracia nas suas frotas.

Sobre a empresa

Frota 162

A plataforma da Frota 162 é feita para empresas que precisam melhorar a gestão e diminuir a burocracia nas suas frotas.