Tendências, notícias, opiniões e melhores práticas na indústria de software de manutenção CMMS.

Diferenças entre o Gerenciamento de Ativos Físicos e o Gerenciamento de Manutenção

O gerenciamento de ativos físicos e o gerenciamento de manutenção são atividades interdependentes, portanto, podem se misturar. As duas compartilham a responsabilidade pela confiabilidade dos ativos e o objetivo de gerar valor para a organização. No entanto, são coisas diferentes, entenda:

Gestão de ativos

Os ativos de uma empresa compreendem todo o conjunto de recursos tangíveis e intangíveis que têm valor, atual ou potencial, para ajudá-lo a atingir seus objetivos organizacionais.

A gestão de ativos é decisiva para o sucesso de uma organização, pois é responsável por controlar e gerenciar o valor dos ativos tangíveis e intangíveis, integrando-os ao valor e ao crescimento da empresa, enriquecendo-a como um todo.

Os ativos tangíveis incluem os recursos econômicos da empresa, todos os equipamentos e máquinas, bem como imóveis, instalações, matérias-primas para produção, produtos, estoque e recursos naturais, entre outros.

Quanto aos ativos intangíveis, é feita referência a todo o conhecimento desenvolvido dentro da organização, sobre seus processos e métodos de produção, bem como licenças, patentes, franquias, direitos autorais e o valor da marca registrada, que depende por sua vez, da preferência e a boa opinião de uma base de clientes satisfeita e fiel ao produto. Também inclui o valor do conhecimento, treinamento, expertise e até mesmo a motivação de seus recursos humanos.

Gestão de ativos físicos

A gestão de ativos físicos gerencia todo o ciclo de vida dos ativos tangíveis, desde a sua incorporação até o seu desinvestimento. Trata-se de planejar e controlar tudo relacionado a equipamentos, máquinas, veículos, instalações, imóveis, matéria-prima, estoque, etc., projetar os planos estratégicos sob os quais a organização irá operar, alinhar políticas, definir procedimentos, organizar a atribuição de funções, tarefas e responsabilidades relacionadas ao seu uso.

Começa nos níveis gerais de gestão e inclui desde a investigação ou desenho antes da aquisição ou construção dos mesmos (seja equipamento, maquinaria, instalações ou bens imóveis), até ao destino final após a sua desincorporação.

A partir do momento em que o desenho e a aquisição dos ativos estão em conformidade com essas políticas e planos organizacionais, inicia-se a construção da confiabilidade dos ativos físicos; a vida útil de um ativo inicia-se a partir do momento em que se determina qual das opções disponíveis é a que melhor se adapta aos padrões de qualidade, ao título, às necessidades e demandas de produção da organização, mas acima de tudo, que um deles é aquele que, devido ao seu design, qualidade e confiabilidade, pode minimizar os custos de posse durante seu ciclo de vida.

A gestão dos ativos físicos identifica os riscos e vantagens relacionados à aquisição e posse dos ativos, e planeja cada uma das etapas de seu ciclo de vida, entre as quais não apenas a sua aquisição, operação e disposição final são contadas, mas também sua manutenção.

Cabe ao gerenciamento de ativos físicos determinar que tipo de manutenção será implementada na organização, seja reativa, preventiva, preditiva ou uma combinação delas, bem como propor as políticas sob as quais o departamento de gerenciamento de manutenção será estruturado.

Gestão de manutenção

Evitar e reverter, na medida do possível, os efeitos do uso e desgaste dos ativos físicos da organização, é o núcleo do gerenciamento de manutenção de uma organização. Desse núcleo, existem quatro objetivos fundamentais:

  • Disponibilidade do equipamento: consiste em garantir que as instalações, equipamentos e ativos em geral sejam mantidos em ótimas condições, evitando paradas não planejadas que podem gerar grandes atrasos e perdas para a empresa.
  • Confiabilidade do equipamento: esse objetivo é derivado do anterior, e garante que o equipamento atinja as horas de produção esperadas e as cotas para gerar valor dentro da organização.
  • Vida útil do equipamento: quanto maior a eficácia do gerenciamento de manutenção, evitando o desgaste de equipamentos, instalações e ativos físicos em geral, maior será o tempo útil para ajudar a atingir os objetivos de produção e crescimento da organização, gerando um maior retorno sobre o investimento e uma maior geração de lucros.
  • Redução de custos: consiste em evitar perdas e despesas imprevistas, seja por tempo de indisponibilidade não programada em que se perdem materiais, tempo de trabalho e mão de obra ou seja por reparos reativos que, na maioria dos casos, pode ser muito superior ao custo da manutenção programada e preventiva.

Nesse sentido, o gerenciamento de manutenção é responsável por definir e atribuir tarefas, armazenando e organizando todas as informações essenciais sobre ativos físicos e disponibilizando-as para a equipe de trabalho. Da mesma forma, controla a execução das tarefas e garante o cumprimento regular e programado das atividades relacionadas ao cuidado dos ativos físicos.

Gerenciamento de manutenção não é gerenciamento de ativos físicos

Como mencionamos no início desse artigo, o gerenciamento de ativos físicos e o gerenciamento de manutenção estão intimamente relacionados, no entanto, essas são duas atividades diferentes, em vista do fato de que:

  • Os objetivos do gerenciamento de manutenção são mais específicos que os do gerenciamento de ativos físicos. É correto dizer que, em certo sentido, o gerenciamento de ativos físicos inclui gerenciamento de manutenção de forma temporária e conceitual. Enquanto o gerenciamento de manutenção ocorre em um tempo intermediário na vida útil do ativo. O gerenciamento de ativos físicos inclui o início, o fim da vida útil do ativo, seu estágio intermediário (que inclui a necessidade de manutenção e a geração de ativos, valor e até mesmo a substituição do ativo não incorporado.
  • A confiabilidade do equipamento é construída a partir do momento inicial em que a gestão dos ativos físicos planeja, projeta e realiza a aquisição ou construção dos ativos. Nesse sentido, determina a medida de sucesso ou falha do gerenciamento de manutenção.
  • Embora o departamento de gerenciamento de manutenção seja responsável pelo planejamento, execução e monitoramento de todas as tarefas de manutenção realizadas nos ativos, a estratégia geral pela qual o departamento deve ser administrado é projetada a partir do gerenciamento de ativos físicos e começa no momento em que o tipo de ativos e instalações da organização é definido e projetado, bem como suas características, materiais, disponibilidade de peças de reposição, bem como seu orçamento.
  • O design e alinhamento das políticas de gerenciamento de ativos físicos, determina a maneira pela qual os diferentes departamentos da organização têm que ser integrados no trabalho colaborativo que ajuda a organização a atingir seus objetivos.

Parece claro, então, que, embora essas atividades estejam voltadas para garantir a confiabilidade dos ativos e a geração de valor para a organização, por meio delas, ambas são claramente diferenciadas uma da outra, tanto pelo escopo quanto pela extensão de seus objetivos.

FRACTTAL para gerenciamento de ativos físicos e de manutenção

Tanto o gerenciamento de ativos físicos quanto o gerenciamento de manutenção são atividades complexas. Elas envolvem um alto nível de planejamento, o manuseio de grandes quantidades de informações e o controle de vários tipos de ativos.

FRACTTAL é o software CMMS / EAM especialmente projetado para ajudar empresas de qualquer setor produtivo e tamanho a gerenciar seus ativos físicos e manutenção. Facilita a gestão simples e organizada, o trabalho em equipe, a rastreabilidade dos dados, as auditorias e o uso eficiente dos recursos financeiros.

Permite o armazenamento ordenado de informações, mantendo-as disponíveis o tempo todo, em qualquer local, ajudando a organizar, atribuir e acompanhar o cumprimento de tarefas de manutenção. O FRACTTAL também gera relatórios em tempo real, que são muito úteis para monitorar e tomar decisões de capital, tanto para gerenciamento de ativos quanto para gerenciamento de manutenção.

Convidamos você a conhecer o FRACTTAL, o software como um serviço SAAS 100% baseado na nuvem que oferece à sua empresa os melhores planos de serviços para ajudá-lo a gerenciar os ativos da sua empresa.

Se você ainda não conhece o Fracttal e deseja melhorar sua gestão de ativos e manutenção, clique no botão abaixo:

Teste grátis

  • Software Advice FrontRunners 2018
  • Software Advice FrontRunners 2019
  • Great User Experience 2018
  • Rising Star 2018
  • Capterra User Reviews
  • Compara Software
  • Source Forge Partner 2019
  • Source Forge Write a Review